PUBLICIDADE

Proteja-se de pichações usando plantas e produtos químicos

Unhas de gato, podocarpos, trepadeiras e películas para pedras e tintas ajudam a preservar muros de pinturas indesejadas

21 mar 2014 07h10
| atualizado às 13h39
ver comentários
Publicidade

Elas estão por toda parte, emporcalhando muros de casas e prédios, poluindo a paisagem e incomodando moradores. Por tudo isso, talvez não seja exagero chamá-las de pragas urbanas modernas. Como, então, dar um fim às pichações? Saiba que existem algumas soluções para o problema.

Uma bela opção (literalmente), é usar plantas para proteger o muro. “Podocarpos e unhas de gato são muito usadas, pois aderem bem à superfície e têm preço em conta”, diz a paisagista Marizeth Estrela. Outra espécie que pode ser usada é a trepadeira, que é vendida já grande, enquanto as outras duas plantas têm de ser cultivadas, levando até um ano e meio para cobrir totalmente o muro.

Marizeth, no entanto, alerta que as plantas têm de ser usadas de acordo com o espaço disponível. “Se é um lugar apertado, em que passam crianças ou idosos, não é bom adotar cactus que, em outros casos, também protegeriam um muro”, explica a paisagista. Por outro lado, nestes casos é possível recorrer a plantas que dão flores e frutos, embelezando o ambiente e protegendo-o das pichações.

Para quem quiser adotar uma solução menos natural, porém mais rápida, simples e barata, existem produtos químicos que tanto facilitam a limpeza de pichações quanto retiram as incômodas pinturas. “Nós temos um produto, o antigrafite, que, quando aplicado em uma superfície, forma uma espécie de película, bastando usar um jato de água forte para tirar a pichação”, diz Thiago Santiago, gerente de marketing da indústria química Dupox-Akemi.

A pichação é um pesadelo em particular para quem tem muro de pedra. “Por causa da porosidade, a tinta penetra muito e praticamente condena este tipo de material”, afirma Santiago. Ele lembra, ainda, o alto custo de se trocar apenas uma ou algumas pedras de um muro. Os hidro-óleos fugantes, que usam nanotecnologia, são ideais para proteger este tipo de material. “Eles não alteram a característica da pedra e não precisam ser reaplicados depois de se limpar a pichação, durando até cinco anos”, diz Santiago. Além de eficientes, os dois produtos são relativamente baratos e muito fáceis de aplicar.

Por fim, outro produto da Dupox-Akemi permite limpar as pichações quando o muro não está protegido. “O removedor de grafite atua sobre qualquer mancha inorgânica. É tipo uma gelatina que você passa e depois esfrega”, finaliza Santiago.

Fonte: PrimaPagina
Publicidade
Publicidade