PUBLICIDADE

Ambientes que acolhem: como aumentar o bem-estar no dia a dia

2 jul 2023 - 06h00
(atualizado às 10h55)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Glaucia Ito / Gabriel Teixeira

Estar em ambientes que acolhem faz a gente acordar de bom humor, abrir a janela, contemplar o nascer do sol, sorrir e sentir gratidão, “faça chuva ou faça sol”!

Algumas pessoas vão dizer que amam os dias mais quentes, outras que amam o clima do friozinho e outras vão ainda listar diversos outros motivos e preferências. O importante é termos clareza sobre a influência dos ambientes físicos em nossa saúde emocional e física.

Como você se sente em casa e em seu ambiente de trabalho?

Quando sou procurada por clientes que querem reformar suas casas ou algum ambiente específico, eu procuro entender e ser sensível aos seus reais desejos, além de ouvir sobre os seus objetivos de transformação. Na maioria das vezes, percebo uma urgência não só na concretização do projeto, mas principalmente na realização de um desejo mais profundo. E geralmente “é para ontem”. Ou seja, é um projeto para viver melhor o presente.

O valor de viver bem o presente

De acordo com um estudo realizado pela Casa do Construtor em parceria com a empresa de pesquisas AGP, sete a cada dez brasileiros realizaram reformas em suas casas durante a pandemia de Covid.

As reformas evidenciam uma necessidade geral que abrange várias classes. De 400 pessoas entrevistadas, 78% das classes AB e 54% da classe C.

Interessante é que essa pesquisa mostra que, independentemente da volta às atividades profissionais, as reformas em casa não devem diminuir. Os dados apontam que 77% pertencentes às classes AB que têm a intenção de fazer reformas, continuarão com as obras nas casas, enquanto 60% são da classe C.

E você acha que é apenas sobre ter um imóvel bonito e luxuoso? Seja projeto residencial ou comercial, percebo que as pessoas estão em busca de algo mais, onde a tradução desse sentimento é: “quero verdadeiramente me sentir bem aqui!”

Sabe aquele cantinho preferido? Mais do que sofisticação, o ambiente precisa ter conforto, ser aconchegante, acolhedor. Não há maior satisfação do que ouvir de alguém que vai à nossa casa: “que lugar gostoso!”

As pessoas querem isso para si. Há uma urgência nisso, principalmente nesse momento que estamos vivendo, onde muitas tiveram que fazer de seus lares seus espaços de escritórios, estúdios, consultórios etc.

Foto: Glaucia Ito / Gabriel Teixeira

Bem-estar e produtividade de mãos dadas: um despertar para o melhor

A Covid19 nos fez repensar em muitas questões da vida. Uma delas, é em relação ao real valor do bem-estar em um ambiente que seja acolhedor, principalmente a partir do momento que tivemos que nos isolar e nos adaptar às novas rotinas da casa e do trabalho. Por exemplo: trabalhar em casa, o tão falado home office. Uma nova realidade para muitas pessoas.

Mas foi nesse momento crítico de pandemia que houve um despertar para a necessidade de ficar naquele lugar e de se sentir bem ali. Passou pela cabeça de muitas pessoas a incerteza do futuro, e tudo o que queriam naquele momento era viver com tudo de melhor a que tinham direito.

Da melhor comida, passando pelo melhor lençol, até a necessidade de reformar suas casas, apartamentos, lofts, transformando-os em ambientes mais acolhedores. Afinal, o tempo em casa, sozinho ou com a família, seria maior. O presente momento ganha então um presente da vida: o melhor!

Além de sentirem a necessidade de dar mais valor ao presente, começaram a observar o quanto é importante respeitar sua essência. O lugar onde se compartilha a vida diz muito sobre uma pessoa. Precisa trazer conforto físico e mental.

É onde as pessoas se unem e onde acolhem suas histórias, sentimentos e emoções, seja para curtir com a família e amigos mais chegados ou para trabalhar e serem produtivas.

Sim! A produtividade está diretamente relacionada com um ambiente harmonioso, limpo, bonito, confortável e acolhedor.

4 dicas para você tornar um ambiente mais acolhedor

Em geral, neste contexto, um ambiente precisa ser funcional, confortável e acolhedor.

A partir desses três pilares e de feedbacks de clientes e amigos, preparei quatro dicas que podem te ajudar a ressignificar seu espaço preferido e compartilhar com outras pessoas sobre os benefícios dessa transformação.

Foto: Glaucia Ito / Gabriel Teixeira

1. Iluminação

Além de tornar o ambiente mais aconchegante, a iluminação adequada para cada ambiente e ocasião faz toda a diferença no dia a dia. Há iluminação própria tanto para trabalho, podendo interferir no desempenho, como para descanso, que interfere até na saúde. Procure dar atenção não só para a iluminação artificial, mas também para a iluminação natural. Ambas devem ser consideradas para garantir conforto ao ambiente.

2. Ergonomia

Invista em bons e adequados mobiliários e usufrua de seus benefícios. Eles ajudam na prevenção de diversos problemas de saúde. Procure seguir as recomendações dos especialistas em ergonomia, respeitando os padrões de altura de mesas, cadeiras ajustáveis para trabalho, distância e altura corretas para televisão e sofá, e até mesmo da cadeira da mesa de jantar e da cama.

3. Infraestrutura

Recomendo um layout que inclua todos os pontos de tomadas e interruptores, climatização, iluminação, rede e ergonomia. Caso pretenda reformar ou construir do zero, adequar a infraestrutura pode gerar mais economia e trazer principalmente, mais praticidade para que o ambiente seja mais acolhedor.

4. Decoração

A cereja do bolo! A decoração precisa se vincular com a história de cada pessoa. Invista em uma decoração que traduza a sua própria essência. Um recurso muito utilizado por profissionais e agora também por autodidatas, é o moodboard, que traduzindo para o português quer dizer quadro de humor ou de temperamento, ou ainda painel semântico. Ele ajuda na concepção de ideias, utilizando cores, imagens, texturas e muito mais.

Desejo que essas dicas te ajudem e te inspirem em casa, no trabalho e onde você estiver.

Meu trabalho é realizar projetos com respeito, gentileza e sensibilidade para gerar transformação. Eu acredito que ambientes acolhedores tornam o mundo melhor!

E você, também acredita que ambientes que acolhem podem aumentar o bem-estar a produtividade no dia a dia?

(*) Glaucia Ito é arquiteta e fundadora da Maki Arquitetura, com escritório em Londrina-PR. Desenvolve projetos de arquitetura para reformas de interiores e construções residenciais e comerciais. Seu posicionamento é pautado em Ambientes que Acolhem, dando nome a sua newsletter onde publica seus artigos com temas sobre sustentabilidade, acessibilidade, bem-estar, qualidade de vida, entre outros.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade