PUBLICIDADE

Bruxismo: descubra como aliviar o desconforto!

Especialista indica 8 exercícios faciais para amenizar o ato de ranger os dentes

8 set 2021 18h05
ver comentários
Publicidade
Mudanças de hábitos e exercícios faciais podem controlar o bruxismo
Mudanças de hábitos e exercícios faciais podem controlar o bruxismo
Foto: Shutterstock / Alto Astral

Se você já ouviu falar ou sofre com o bruxismo, provavelmente reconhece os sintomas e consequências dessa desordem funcional. Dessa forma, saber o que de fato pode causar esse desconforto e as maneiras que existem para tratar pode ser a chave para aqueles que desejam parar de ranger os dentes durante o sono.

Estudos recentes apontam a possível relação do bruxismo com fatores genéticos, junto a distúrbios emocionais, como ansiedade e insônia. E engana-se quem pensa que ele existe apenas na hora de dormir! Afinal, o bruxismo consiste em apertar e ranger os dentes de forma involuntária e ritmada, podendo ocorrer em qualquer momento do dia.

Segundo a dentista Andrea Paula Fregoneze, o bruxismo pode ser classificado em três tipos: leve, moderado e severo. "Por se tratar de de uma parafunção que causa uma progressão da disfunção temporomandibular (DTM), o bruxismo contribui para a piora de aspectos, como aumento de dor e degeneração articular, dificuldade de mastigação, que afeta diretamente a qualidade de vida do paciente", explica a profissional. 

"Durante a pandemia, foi possível notar um aumento dos quadros de bruxismo nas pessoas, provavelmente devido a quadros de ansiedade desencadeadas pelo momento. Houve um aumento significativo de pacientes procurando tratamento para DTM e bruxismo nos consultórios", Andrea Paula, que também é professora do curso de Odontologia da PUCPR, comenta.

Mas afinal, quais são os sintomas do bruxismo e como tratar?

Apesar do sintoma mais conhecido ser o ato de ranger os dentes, outros sinais podem indicar que você sofre com o bruxismo e talvez ainda não saiba. Andrea Paula diz que a tensão muscular pode fazer o paciente sentir fraqueza muscular, limitação do movimento mandibular, cansaço na face, vermelhidão e calor na região, rigidez local, inchaço e dores nos dentes ao morder ou encostá-los.

O bruxismo não é uma desordem funcional que tenha cura, mas é possível apostar em tratamentos contínuos para controlar o avanço do problema. Andrea Paula ressalta que é fundamental o uso da placa oclusal estabilizadora, que evita a pressão excessiva na articulação e sobre os dentes durante o sono.

Além disso, é recomendada a mudança de hábitos, inclusive a prática de atividades físicas moderadas. No entanto, em alguns casos também pode ser necessário o uso de medicamentos e psicoterapias nos pacientes, especialmente se estão com o emocional fora do controle e sentem estresse em excesso.

"Entre os medicamentos mais utilizados, podemos destacar os relaxantes musculares, anti-inflamatórios e antidepressivos, porém todos devem ser prescritos com cautela, a ideia é usar medicação por um curto período. Já nos casos do bruxismo avançado o indivíduo pode sentir dores articulares sendo necessária lavagem articular e viscossuplementação com hialuronato de sódio", complementa Andrea.

Exercícios recomendados para quem sofre com bruxismo

Uma outra solução para quem sofre de bruxismo, contudo, pode ser apostar em exercícios faciais capazes de controlar a condição. Assim, com a ajuda da fonoaudióloga e especialista em yoga facil, Alessandra Scavone, o Alto Astral trouxe 8 dicas de exercícios que prometem aliviar os incômodos causados pelo bruxismo. Confira:

1) Massagear lenta e profundamente a região do músculo perto da orelha 10 vezes para cima e para baixo (verticalmente). 

2) Colocar a língua como se estivesse sendo sugada completamente pelo palato (céu da boca) e manter nessa posição até que haja o "estalo" e ela se solte.

3) Soltar a tensão da mandíbula

A mandíbula (parte debaixo) deve ficar fixa e o exercício será feito com o maxilar (parte de cima). Mãos em 45 graus no rosto (polegares abaixo das orelhas).

Abrir a boca só com a parte de cima em 5 segundos, manter nessa posição aberta por 5 segundos e fechar em 5 segundos. Repetir 3 séries.

4) A pressão que descansa

Polegar apoiado abaixo do queixo e falange do dedo índice no queixo. Fazer pressão por  5 segundos.

Polegar apoiado abaixo e falange do dedo índice no meio da mandíbula. Pressionar por 5 segundos.

Polegar apoiado abaixo e falange do dedo índice perto da orelha. Pressionar por 5 segundos.

5) Massagear o tragus (região da orelha), tracionando para frente e para trás, abrindo e fechando a boca com a língua atrás dos dentes.

6) Passar o Roller Facial 10 vezes na região da mandíbula, para cima e para baixo, bem lentamente. Nesse caso, o roller não deve ir à geladeira antes.

7) O relax da mandíbula

3 dedos (indicador, médio e anular) em 3 pontos.

1º posição dos 3 dedos logo abaixo do "osso" que tem na bochecha, sendo que o indicador estará perto da orelha;

2º posição: 3 dedos na região da mandíbula

3º posição 3 dedos no meio entre a 1ª e a 2ª posição.

Manter cada posição por 5 segundos e realizar o exercício com a boca semi aberta. 3 séries no total.

8) Massagem inferior da maxila e ponto de acupressão  

Estamos continuando a trabalhar na mandíbula inferior para este movimento, uma vez que é uma área onde muita tensão se acumula.

Pegando dois dedos em cada mão, massageie ao longo de sua mandíbula em movimentos circulares. Comece pelo queixo e prossiga na direção do lado do rosto. Quando chegar à borda da mandíbula, use os dedos indicadores para pressionar suavemente o ponto de acupressão atrás das orelhas.

Você o encontrará logo atrás dos lóbulos das orelhas, onde os maxilares superior e inferior encontram seu crânio. É aí que muitas vezes pode se sentir presa e causar dor na mandíbula e na cabeça.

É também um ponto de acupressão, usado tanto no Ayurveda quanto na medicina tradicional chinesa para liberar a energia estagnada e restaurar o fluxo de sua força vital.

Comece simplesmente segurando os dedos nos pontos de acupressão. Encontre sua melhor pressão aqui. Você não precisa pressionar muito. Apenas faça o que for confortável para você.

Por fim, após alguns segundos, comece a massagear os pontos de acupressão movendo os dedos suavemente em movimentos circulares. Vá para um lado por algumas respirações e, em seguida, massageie na outra direção.

No Instagram, Alessandra ainda fornece outras dicas de yoga facial para você testar em casa e aliviar problemas de tensão!

Fontes: Andrea Paula Fregoneze, dentista e professora do curso de Odontologia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR); Alessandra Scavone, fonoaudióloga e especialista em yoga facial, é criadora do método Masc Facial.

Alto Astral
Publicidade
Publicidade