1 evento ao vivo

Descubra por que o óleo de argan é tão poderoso

Conheça os principais benefícios do óleo de argan para a pele e os cabelos. Veja como usar o produto corretamente.

12 nov 2015
15h44
  • separator
  • 0
  • comentários

Rico em vitaminas e antioxidantes, o óleo de argan é muito indicado para tratar os e também a pele, proporcionando grandes efeitos de hidratação. O produto é natural e extraído do fruto de uma árvore presente apenas no sul do Marrocos, conhecida como argânia (Argan spinosa).

O óleo raro pode ser usado puro, aplicado diretamente nos cabelos e na pele, ou então fazer parte da composição de outros produtos cosméticos, como shampoos, cremes e hidratantes. Porém, o uso deve ser feito com alguns cuidados para garantir apenas os benefícios. Entenda por quê.

O óleo pode ser usado puro ou misturado a cremes e shampoos.
O óleo pode ser usado puro ou misturado a cremes e shampoos.
Foto: iStock/Getty Images / Vivo Mais Saudável

Propriedades e benefícios do óleo de argan

O óleo de argan é rico em vitaminas A, D e E. Também contém altos níveis de ácidos graxos essenciais, ômega 6 e fitoesteróis. Para a pele, o produto garante alta hidratação, ação antioxidante, restauração do pH natural, controle da oleosidade e combate a acne e rugas, além de promover a renovação celular.

Ao hidratar, o produto permite que a pele absorva melhor os nutrientes. Devido a componentes como as saponinas e a vitamina E, o óleo garante efeitos antienvelhecimento. Ainda, tem ação anti-inflamatória e cicatrizante, além de ser capaz de restaurar a camada hidrolipídica da pele, deixando-a mais firme e elástica.

Já para os cabelos, tem ação antioxidante, , de proteção contra raios UV, de melhora da elasticidade e de estímulo ao crescimento. Como não é gorduroso, o óleo de argan proporciona um aspecto saudável aos fios, com maciez e brilho. Como se não bastasse, fecha as escamas do cabelo, formando uma película que segura a hidratação.

O óleo de argan possui 80% de gorduras insaturadas e três vezes mais vitamina E que qualquer outro óleo vegetal, ajudando a nutrir melhor as madeixas secas e quebradiças. Também reduz as pontas duplas e protege os fios de danos térmicos.

O óleo ajuda a dar brilho e evitar o frizz dos cabelos.
O óleo ajuda a dar brilho e evitar o frizz dos cabelos.
Foto: Shutterstock / Vivo Mais Saudável

Como usar corretamente

O óleo pode ser usado diretamente na pele, com apenas algumas gotas. De três a cinco são suficientes para hidratar. Também tem ótimo efeito quando acrescentado em cremes anti-idade ou hidratantes. A absorção do produto costuma ser rápida e ele pode ser aplicado em qualquer parte do corpo.

O ideal é usar o óleo puro apenas a cada dois ou três dias, enquanto os cremes que contenham o elemento na composição podem ser usados diariamente.

Nos cabelos, o produto pode ser usado sozinho - como finalizador, combinado a outros produtos e também antes da . Pode ser aplicado puro, apenas nas pontas, e como componente em shampoos, condicionadores, óleos sem enxague e máscaras. Muitas vezes, é associado às tinturas para diminuir a agressão e deixar os fios mais hidratados.

Também é indicado espalhar algumas gotas de óleo de argan na palma das mãos e passar no comprimento do cabelo antes de usar o secador ou a chapinha, pois ele funciona como protetor térmico. Depois da escova, dá brilho e controla o frizz. Vela lembrar que não deve ser usado em excesso ou próximo à raiz, pois há risco de entupir os folículos capilares.

Não existem contraindicações para o uso do óleo, mas é preciso ter alguns cuidados. Para quem tem os cabelos muito oleosos, a substância pura deve ser evitada, pois pode deixar os fios pesados e com menos volume. Nesse caso, é indicado combiná-la com shampoos, condicionadores ou máscaras, em pouca quantidade.

Apesar de possuir efeito redutor de oleosidade, ela também deve ser usada com cautela por quem possui a pele oleosa. O uso puro e em grandes quantidades pode acabar obstruindo os poros.

Vivo Mais Saudável Vivo Mais Saudável, informação que faz bem.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade