5 eventos ao vivo

De cozidos a frutas: 10 dicas para melhorar a alimentação

15 mai 2014
08h01
  • separator
  • 0
  • comentários

A formação do hábito alimentar ocorre na infância e, por mais que você ofereça uma alimentação equilibrada a seu filho, ele sofre influências externas. Se for adolescente, pode parecer ainda mais complicado incentivá-lo a fazer refeições saudáveis. Mas não é.

Além de paciência e muita conversa, conscientizando-o sobre a importância de comer bem, é perfeitamente possível ajudar seu filho a mudar as atitudes e desenvolver bons hábitos. Confira as dicas:

1 Substitua o açúcar refinado na elaboração de bolos e biscoitos por açúcar mascavo ou demerara, que são ricos em nutrientes.

2 Estimule o consumo de frutas variadas, no lugar de doces. “A ingestão exagerada de açúcar é prejudicial à saúde dental e possibilita o aparecimento de doenças, como a obesidade e o diabetes do tipo 2”, afirma a professora Marcia Akemi Takahashi Baltieri, do curso de Tecnologia em Gastronomia, do Centro Universitário Senac.

3 Não deixe o saleiro na mesa e explique que se deve usar o sal com moderação. Afinal, a maior parte das comidas que chega à mesa e dos produtos industrializados já possui sódio em sua composição. “Você pode optar pelo sal marinho ou rosa, este último possui quase a metade de sódio presente no sal comum”, analisa a professora.

4 Reduza a oferta de gorduras na hora das refeições. Prefira as preparações assadas, cozidas, grelhadas ou ensopadas, diminuindo as frituras. Consequentemente, a ingestão de gorduras é reduzida.

5 Incentive o consumo de alimentos integrais. “Fontes de fibras e nutrientes, eles apresentam benefícios como sensação de saciedade prolongada”, garante Marcia Akemi.

6 Ensine-o a comer devagar e mastigar bem os alimentos, para sentir sua textura e sabor. Isso facilita a digestão e também estimula a sensação de saciedade, impedindo que se coma além do necessário.

7 Deixe o café da manhã preparado na noite anterior. “Estudos têm demonstrado que o café da manhã é importante para o desempenho escolar e quem pula essa refeição tem maior chance de ganhar peso”, explica Cristiane Kochi, endocrinologista pediátrica da Santa Casa de São Paulo.

8 Estimule-o a comer vegetais. Adolescentes precisam ingerir cerca de cinco a seis porções de frutas, verduras e legumes diariamente. “Varie a oferta para tentar suprir todos os nutrientes necessários ao organismo e dê preferência aos alimentos da época”, ensina a endocrinologista.

9 Evite os alimentos com calorias vazias, ou seja, aqueles sem valor nutricional, como doces e refrigerantes.

10 Sirva água e não grandes quantidades de sucos durante o dia. “O suco, mesmo o natural, está associado à maior adiposidade, enquanto a fruta in natura, não”, diz Cristiane Kochi.

Fonte: Qualitá
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade