PUBLICIDADE

Sirenes são acionadas 7 vezes na Rocinha, e Rio entra em Estágio de Atenção por causa da chuva

O município aumentou o nível de alerta em decorrência do acumulado de chuva em 24 horas

14 out 2023 - 15h55
(atualizado às 16h13)
Compartilhar
Exibir comentários
A Rocinha registrou mais de 160 mm de chuva em 24h
A Rocinha registrou mais de 160 mm de chuva em 24h
Foto: Reprodução/Twitter/COR

O município do Rio de Janeiro entrou em Estágio de Atenção por causa da chuva, neste sábado, 14. A região mais afetada, até o momento, é a comunidade da Rocinha, que registrou volume de 160 mm de água em 24 horas, até às 13h30 deste sábado. Com isso, a Defesa Civil precisou acionar sirenes em sete pontos da comunidade.

A cidade do Rio não apresenta chuva forte, e a tendência é que, nas próximas horas, continue a cair chuva fraca a moderada, especialmente sobre o Maciço da Tijuca. Porém, o acumulado de chuva foi suficiente para elevar o nível de alerta e acionar as sirenes, segundo o prefeito Eduardo Paes (PSD).

"Não temos chuva forte no momento mas o acumulado de chuva em 24hs em áreas de encostas é sempre perigoso por aumentar muito o risco de deslizamento", escreveu em uma rede social. O prefeito pediu ainda que a população fique atenta às orientações da Defesa Civil.

A prefeitura explica que o Estágio de Atenção é o terceiro nível em uma escala de cinco e significa que uma ou mais ocorrências já impactam o município, afetando a rotina de parte da população. Desde às 20h15 da última quinta-feira, 12, o Rio estava em Estágio de Mobilização.

Orientações dadas pela prefeitura no Estágio de Atenção:

  • – Não se desloque pelas regiões mais afetadas pela chuva;
  • – Evite áreas sujeitas a alagamentos e/ou deslizamentos;
  • – Não force a passagem de veículos em áreas alagadas;
  • – Em casos de ventos fortes e/ou chuvas com descargas elétricas, evite ficar próximo a árvores ou em áreas descampadas;
  • – Em pontos de alagamento, evite contato direto com postes ou equipamentos que possam estar energizados;
  • – Evite o contato com a água de alagamentos. A água pode estar contaminada e oferecer riscos à saúde;
  • – Verifique se há sinais de rachaduras em sua residência. Ao perceber trincas ou abalo na estrutura, acione a Defesa Civil pelo número 199 e evite ficar em casa;
  • – Moradores de áreas de risco precisam ficar atentos aos alertas sonoros. O acionamento das sirenes indica perigo de deslizamento. As pessoas devem se deslocar para os pontos de apoio estabelecidos pela Defesa Civil municipal. Os locais são informados pelo número 199 ou pelo aplicativo COR.Rio;
  • – Fique atento às informações divulgadas pelos veículos de comunicação e nas redes sociais do COR;
  • – Se necessário, use os telefones de emergência 193 (Corpo de Bombeiros) e 199 (Defesa Civil).
Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade