PUBLICIDADE

Chuva de 48 horas supera a média para julho em São Paulo

Passagem de frente fria mudou o tempo no estado de São Paulo espalhando chuva e frio. Volumes de chuva de até 100 mm e 72h foram observados no interior.

10 jul 2024 - 05h32
(atualizado às 07h30)
Compartilhar
Exibir comentários
Tempo úmido e frio predomina na Grande São Paulo (Foto: São Paulo, SP, por André C.)
Tempo úmido e frio predomina na Grande São Paulo (Foto: São Paulo, SP, por André C.)
Foto: Climatempo

A passagem de uma frente fria mudou o tempo no estado de São Paulo, espalhando chuva e frio. Nesta quarta-feira, 10, o tempo continua úmido em São Paulo e ainda há condições para chuva em todas as regiões do Estado.

Há risco de chuva moderada forte no centro, oeste, sul e leste de São Paulo. A chuva mais volumosa deve ocorrer na região de Presidente Prudente, onde já choveu forte nos últimos dias.

Áreas próximas ao Paraná e o litoral ainda terão chuva até o fim desta semana

Confira alguns volumes de chuva elevados registrados no estado de São Paulo em 72 horas, entre aproximada ente 4h30 do domingo, 7 de julho, até às 4h30 desta quarta-feira, 10 de julho.

Os dados foram registrados pelo Instituto Nacional de meteorologia, pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais e pelo Centro Integrado de Informações Agrometeorológicas.

  • Tarumã 102,1 mm
  • Ourinhos 93,6 mm
  • Iguape 83,6 mm
  • Palmital 82,3 mm
  • Assis 81,4 mm
  • Ipaussu 81,1 mm
  • Cândido Mota 80,6 mm
  • Avaré 79,4 mm
  • Rancharia 75,2 mm
  • Santa Cruz do Rio Pardo  74,0 mm
  • Itapetininga 72,6 mm

Em muitas áreas do centro-oeste e sul do estado de São Paulo, esses volumes de chuva representam praticamente toda a média normal de precipitação para o mês de julho.

Segundo o cálculos do Instituto Nacional de Meteorologia, para 1991 a 2020, as maiores médias de precipitação em julho no centro-oeste sul do estado de São Paulo ficam entre 60 mm e 100 mm.

Chuva de 48h supera a média para julho em São Paulo

A região metropolitana de São Paulo também recebeu volumes de chuva elevados especialmente nas últimas 48 horas. A capital paulista chegou a ter trovoadas e chuva forte no começo da madrugada desta quarta-feira, 10 de julho. A última vez que o aeroporto de Congonhas registrou trovoadas foi no dia 17 de abril. 

Nos últimos dias de maio,  ocorreu chuva moderada a forte na região da grande São Paulo, mas sem trovoadas. Em julho de 2024, o Inmet não registrou chuva no mirante de Santana, local oficial de registros meteorológicos da cidade. Alguns bairros tiveram chuviscos no último fim de semana de junho, com a passagem de uma frente fria.

Para cidade de São Paulo, a média de chuva para o mês de julho é de aproximadamente 48 mm e esse valor foi superado em várias áreas da cidade com a chuva dos últimos dois dias. Os dados são do Centro de Gerenciamento de Emergências da prefeitura da cidade de São Paulo, do Instituto Nacional de meteorologia e do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais.

Volumes de chuva na cidade de São Paulo

Veja os acumulados entre de 72h entre, aproximadamente, 4h30 do domingo, dia 6 de julho, até às 4h30 desta quarta-feira, 10 de julho a seguir:

  • 80,2 mm Carapicuíba
  • 74,3 mm Jabaquara
  • 71,4 mm Tremembé
  • 69,8 mm Campo Limpo
  • 69,2 mm Moóca
  • 68,1 mm Sé - centro
  • 66,2 mm Vila Mariana
  • 66,1 mm Jardim João XXIII
  • 65,6 mm Pinheiros
  • 64,2 mm Butantã
  • 63,6 mm Interlagos
  • 60,6 mm Lapa
  • 60,5 mm Ipiranga
  • 60,2 mm Santana
  • 60,2 mm Santo Amaro
Climatempo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade