0

Troller tem futuro incerto e procura um comprador

Encerramento da produção da Ford no Brasil põe em xeque a sobrevivência da Troller; marca vendeu 1.301 unidades do T4 em 2020

15 jan 2021
12h35
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Único modelo feito pela marca atualmente, o T4 traz motor de 200 cv de potência e será produzido até o fim de 2021.
Único modelo feito pela marca atualmente, o T4 traz motor de 200 cv de potência e será produzido até o fim de 2021.
Foto: Troller / Divulgação

Procura-se um novo dono para a Troller. Junto com a decisão da Ford em fechar as fábricas de Taubaté (SP) e Camaçari (BA), o comunicado divulgado na última segunda (11) também informa que a planta da Troller em Horizonte (CE) -- a única que produz o T4 -- terá a produção finalizada até o último trimestre de 2021. Desde então, surgiram muitas dúvidas em relação ao futuro da marca brasileira.

Ao contrário das demais fábricas da Ford, que tiveram a produção encerrada imediatamente, a unidade cearense -- que conta com cerca de 470 funcionários e produz em torno de 150 carros por mês -- seguirá funcionando até o fim do ano. No entanto, o comunicado não dá mais detalhes a respeito do que acontecerá com a Troller depois desse período, o que gerou diversas especulações entre os fãs da marca.

Modelo genuinamente brasileiro, o T4 é extremamente elogiado pelos adeptos de off-road.
Modelo genuinamente brasileiro, o T4 é extremamente elogiado pelos adeptos de off-road.
Foto: Troller / Divulgação

Um dos rumores seria de que a decisão da Ford em manter a produção da Troller até o quarto trimestre de 2021 seria justamente para encontrar um novo comprador para a marca brasileira. Essa alternativa iria de encontro com o anúncio da própria montadora, no qual a Ford afirma que “continuará facilitando alternativas possíveis e razoáveis para partes interessadas adquirirem as instalações produtivas disponíveis”.

A fábrica da Troller em Horizonte (CE) emprega cerca de 470 funcionários e produz em torno de 150 carros por mês.
A fábrica da Troller em Horizonte (CE) emprega cerca de 470 funcionários e produz em torno de 150 carros por mês.
Foto: Troller / Divulgação

Dentre as possibilidades para o futuro da Troller, a única viável parece ser a aquisição da marca cearense por outra empresa. Com uma rede de 23 concessionárias e um portfólio que se resume ao jipe T4 -- vendido nas versões XLT e TX4, sempre com câmbio automático -- a Troller não é uma marca de grande volume, atuando apenas no nicho de carros fora-de-estrada. A marca vendeu apenas 1.301 unidades em 2020, segundo a Fenabrave.

Além disso, outro ponto que complica a aquisição da Troller é em relação aos componentes utilizados na fabricação do T4. Lançada em 2015, a atual geração do modelo compartilha a plataforma, motor e várias peças com a picape Ranger, produzida pela Ford na Argentina.

Com 25 anos de existência, a Troller conquistou uma legião de fãs por todo o Brasil.
Com 25 anos de existência, a Troller conquistou uma legião de fãs por todo o Brasil.
Foto: Troller / Divulgação

Com a compra da Troller, os novos donos teriam que negociar o fornecimento dessas peças com a Ford, arcando com os custos de importação, o que poderia inviabilizar a produção do SUV, que atualmente é vendido a partir de R$ 173.200. Outra opção para os possíveis novos compradores seria investir em um substituto para o atual T4, utilizando componentes de outras empresas.

Isso não seria uma novidade para a Troller, que chegou a utilizar componentes de Jeep, MWM e Volkswagen antes de ser adquirida pela Ford, em 2007. Esse fator, inclusive, foi o que tornou a manutenção da primeira geração do T4 relativamente simples e barata.

Em 2020, a Troller vendeu 1.301 unidades a partir de R$ 173.200.
Em 2020, a Troller vendeu 1.301 unidades a partir de R$ 173.200.
Foto: Troller / Divulgação

Um eventual novo dono da marca também poderia aproveitar a recente febre dos veículos fora-de-estrada para desenvolver mais o portfólio da Troller, hoje restrito a um só carro. Possíveis versões de duas e quatro portas, além de uma eventual picape -- como a finada Pantanal -- poderiam ampliar a presença e a produção da marca, que já vendeu cerca de 20 mil unidades desde a sua criação em 1995.

Projeção feita pelo designer João Kleber Amaral imagina possível versão quatro portas do modelo T4.
Projeção feita pelo designer João Kleber Amaral imagina possível versão quatro portas do modelo T4.
Foto: João Kleber Amaral / Reprodução

Ao longo de 2021, deveremos ter maior clareza quanto ao futuro da Troller. Enquanto isso, ao que tudo indica, a única chance de sobrevivência da marca é através de um novo comprador. Com a torcida de uma legião de fãs e funcionários, será possível manter o sonho da Troller vivo? Isso só o tempo dirá.

Veja também:

Mercedes GLB 200, um SUV de 7 lugares com motor 1.3
Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade