PUBLICIDADE

Avaliação: Ford Ranger Black 4x2 topa tudo na cidade

Ford Ranger Black traz proposta esportiva com motor 2.2 diesel, tração 4x2 traseira e câmbio automático de 8 marchas

2 dez 2021 05h00
ver comentários
Publicidade
Ford Ranger Black 2.2 Diesel 4x2
Ford Ranger Black 2.2 Diesel 4x2
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

A Ranger Black surgiu no início de 2021 como uma versão mais jovial da picape Ford equipada com motor 2.2 diesel e tração 4x2 (traseira). Ela foi posicionada acima da Ranger XLS 2.2, que era o último nível antes das versões 3.2 Diesel 4x4. A nova Ranger Black 2.2, portanto, é uma opção mais acessível para quem curtiu a esportividade da Ranger Storm 4x4. Foi com ela que rodamos durante uma semana para esta avaliação.

Segundo a Ford, a Ranger Black é destinada principalmente para o público urbano - por isso, rodamos a maior parte do tempo no trânsito da cidade de São Paulo. A maior metrópole brasileira tem vias para todos os gostos - desde as rápidas marginais dos rios Tietê e Pinheiros até ruas apertadas, subidas íngremes e vias com piso tão ruim que parecem ter sido esquecidas pela prefeitura.

Ford Ranger Black 2.2 Diesel 4x2
Ford Ranger Black 2.2 Diesel 4x2
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Claro que a Ranger Black enfrentou quase todas essas situações muito bem. Piso ruim é com ela mesma, pois a picape é alta e os pneus 265/60 R18 absorvem bem as saliências. A picape é bastante prática também. Ela estava equipada com uma cobertura automática da capota, que se abre por meio de um controle remoto (meio ruim de usar). Deu para transportar as duas partes de uma bicama (daquelas que a parte de baixo fica escondida).

Em subidas íngremes, a Ranger Black patina as rodas traseiras com facilidade quando está vazia. De qualquer forma, o motor de 160 cv dá conta do uso urbano e não dá vexame na estrada. A potência máxima surge a 3.200 rpm. O torque de 385 Nm está disponível entre 1.600 e 2.500 rpm. O câmbio é automático de 6 marchas. Bem, não podemos dizer que a Ranger Black é um veículo silencioso na cidade.

Ford Ranger Black 2.2 Diesel 4x2
Ford Ranger Black 2.2 Diesel 4x2
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Mas, por outro lado, mesmo sendo uma picape média que cresceu bastante - a ponto de a Ford ter criado a Maverick, menor -, a Ranger Black mostra boa desenvoltura no trânsito. A posição de dirigir é boa, os instrumentos são fáceis de alcançar e a multimídia Sync 3 de 8” é ótima, com comandos de voz e acesso a Apple CarPlay e Android Auto. Aos poucos, o motorista se acostuma com o porte da Ranger e passa a se impor no trânsito pelo tamanho.

Ford Ranger Black 2.2 Diesel 4x2
Ford Ranger Black 2.2 Diesel 4x2
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Como o nome diz, a Ranger Black é essencialmente preta. Na cabine, traz detalhes foscos e brilhantes e bancos de couro. Por fora, traz santantônio, rack de teto, estribo lateral, faróis com máscara escura, grade dianteira e rodas de liga leve de 18”. A lista de equipamentos inclui sete airbags, ar-condicionado de duas zonas, piloto automático, controle de tração e estabilidade, controle adaptativo de carga, sistema anticapotamento, sistema de controle de reboque e assistente de partida em rampa.

Ford Ranger Black 2.2 Diesel 4x2
Ford Ranger Black 2.2 Diesel 4x2
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

A suspensão traz um ajuste feito especialmente para o modelo, desenvolvido na recente revisão desse sistema. Para aplicação urbana, a tração 4x2 está suficiente - mesmo para viagens sem grandes pretensões de aventura. A relação peso/potência não é das melhores (12,7 kg/cv), mas a relação peso/torque é muito boa (5,3 kg/Nm), o que dá à Ranger Black a agilidade esperada para um veículo deste porte.

A direção elétrica é bem leve e a picape é relativamente fácil de estacionar, pois não é muito larga (mede 1,86 m, similar a um Toyota Corolla sedã). A caçamba de 1.180 litros e a carga útil de 1.168 kg são mais do que suficientes para a maioria das necessidades.

Ford Ranger Black 2.2 Diesel 4x2
Ford Ranger Black 2.2 Diesel 4x2
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Vale dizer ainda que a Ford Ranger é capaz de passar por trechos inundados de até 800 mm de altura - nada mal em cidades mal planejadas em época de chuva. De uma forma geral, gostamos da Ranger Black, que traz uma proposta mais jovial e esportiva na configuração a diesel 4x2. Uma boa sacada da Ford.

FORD RANGER BLACK DIESEL 4X2 AT
ITEMCONCEITONOTA
MOTORMuito bom8
CÂMBIOÓtimo9
SUSPENSÃOÓtimo10
FREIOSMuito bom8
DIREÇÃOBom7
EQUIPAMENTOSÓtimo9
ERGONOMIABom7
PORTA-MALASÓtimo10
ACABAMENTOBom7
DESIGNMuito bom8
VEREDICTOMuito bom8,3

Os números

  • Preço: R$ 214.090
  • Motor: 2.2 turbo diesel
  • Potência máxima: 160 cv
  • Torque máximo: 384 Nm
  • Câmbio: 6 marchas AT
  • Tração: 4x2 traseira
  • Comprimento: 5,354 m
  • Largura: 1,860 m
  • Altura: 1,848 m
  • Entre-eixos: 3,220 m
  • Vão livre: 235 mm
  • Peso: 2.032 kg
  • Pneus: 265/60 R18
  • Caçamba: 1.180 litros
  • Capacidade de carga: 1.168 kg
  • Tanque: 80 litros
  • 0-100 km/h: 15s0
  • Velocidade máxima: 164 km/h
  • Consumo cidade: 9,6 km/l
  • Consumo estrada: 11,3 km/l
  • Emissão de CO2: 194 g/km
Guia do Carro
Publicidade
Publicidade