2 eventos ao vivo

Aumento de ataques de malwares bate recorde assustador

Veja alguns números da análise mais recente do cenário de ameaças de TI

19 ago 2019
12h22
atualizado às 12h33
  • separator
  • 0
  • comentários

O instituto AV-Test publicou no mês de Julho/2019 dados sobre como anda o cenário de cibersegurança. O foco do crime organizado continua sendo os sistemas Windows e Android, porém a taxa de malwares do sistema macOS da Apple teve um aumento de quase 3x mais nesse último relatório. E o pior ainda está por vir, os sistemas de análise da AV-Test registrou no último mês de maio mais de 900 milhões de programas maliciosos.

Outros fatos também mostraram que os índices são preocupantes.Segue abaixo uma lista de alguns desses fatos que o Relatório Anual de Segurança publicou.

• Em 2017 os programas antivírus tiveram que se defender de uma média de 3,9 programas por segundo, enquanto que em 2018 esse número aumentou para 4,4 por segundo, computando 376,639 amostras de programas maliciosos por dia.
Windows continua na mira dos cibercriminosos: mais da metade (51.08%) de todos os programas desenvolvidos para combater o malware tiveram o sistema como alvo.
• Em 2018, o “Cavalo de Tróia” foi a ferramenta preferida dos malwares, com praticamente 2/3 de todos os programas desenvolvidos para Windows.
• Em compensação o sistema operacional do Google para dispositivos móveis teve uma ligeira queda, passando para 1,05 milhões em Maio/2019.
• O Trojan foi a arma mais popular nos ataques a Windows.
• Em 2018, a Apple teve mais de 94 mil amostras de softwares maliciosos.

A grande preocupação agora são com os serviços de IoT (Internet das Coisas). Esses dispositivos desprotegidos continuam a ganhar mercado.  Os principais alvos dos ataques são os aplicativos conectados e dispositivos móveis. Uma quantidade imensa de links maliciosos já está à espera desses novos equipamentos. Um vírus já bem conhecido, o “Mirai”, foi responsável por infectar mais de 78mil dos aparelhos IoT em 2018, seguido por "Vit" (37mil), "Gafgyt" (36mil) e "Tsunami" (2.9mil).

Foto: McAfee Network Associates Inc.

Na esfera da chamada malvertising, os criminosos alugam domínios de tendência em ferramentas de busca com termos extremamente semelhantes na URL e anunciam nos sites infectados através dos motores de busca. O mecanismo de busca russo, Yandex, é o mais submisso à disseminação de links para sites infectados (58,7%). Com 29%, o microblog Twitter foi usado pelos criminosos para pesquisar os trending topics da ferramenta. O Google por sua vez não foi inserido na pesquisa por seus baixos valores numéricos.

Infográficos

O Brasil foi um dos maiores remetentes de spam em 2018, ficando em 1º lugar, responsável por mais de 14% do total mundial. De acordo com a AV-Atlas, a maioria desses e-mails são enviados no domingo pela manhã ou ao meio-dia.

Para se prevenir de malwares e garantir a segurança de todos seus dispositivos, incluindo os equipamentos IoT, é crucial que você tenha um antivírus de confiança no seu computador, tablet e celular. O Terra Antivírus oferece mais de 20 soluções de simples implementação em um único produto. Clique no link e garanta a segurança de seus arquivos e dados.

Veja também:

 

Fonte: McAfee Network Associates Inc. © Copyright 2019.  Todos os Direitos Reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade