0

Dona do iFood, Movile é o novo unicórnio brasileiro

Startup de entrega de comida recebeu uma nova rodada de investimento de US$ 500 milhões para expandir sua atuação no exterior e no Brasil

13 nov 2018
13h47
atualizado às 16h05
  • separator
  • comentários

O iFood, startup brasileira de entrega de alimentos, anunciou nesta terça-feira, 13, uma nova rodada de investimento de US$ 500 milhões para expandir sua atuação no exterior e no Brasil. A startup também disse que desde o ano passado é mais um unicórnio brasileiro - empresa que vale mais de US$ 1 bilhão.

Segundo o seu presidente do conselho, Fabrício Bloisi, a startup passou a valer US$ 1 bilhão em faturamento em março de 2017, mas só optou por anunciar os valores depois que recebeu o novo aporte.

Movile, empresa que controla o iFood, já vale mais de US$ 1 bilhão desde o início do ano passado
Movile, empresa que controla o iFood, já vale mais de US$ 1 bilhão desde o início do ano passado
Foto: Facebook / Reprodução

"[A ideia de] Unicórnio traz uma distração para a empresa. Somos uma companhia que fala pouco e fazemos menos. Nossas métricas são outras como número de usuários e funcionários", disse Bloisi.

O valor do novo aporte será usado em logística, tecnologia, promoções, contratação de funcionários e fusão e aquisições de novas empresas no Brasil e na América Latina.

O executivo também confirmou que a Movile, empresa que controla o iFood, já vale mais de US$ 1 bilhão desde o início do ano passado.

"Decidimos falar porque queremos passar otimismo para as empresas do Brasil de que a região é um destaque de investimentos em empresas de internet", disse.

Outros investimentos

A Movile recebeu em julho deste ano uma rodada de investimento de US$ 124 milhões. O montante foi investido na empresa por dois de seus principais acionistas, os fundos Naspers Ventures e o brasileiro Innova Capital - este último mantido por Jorge Paulo Lemann, o homem mais rico do Brasil.

Veja também:

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade