PUBLICIDADE

Relembre a carreira do narrador esportivo Silvio Luiz

Nascido em 1934, locutor participou de várias Copas do Mundo e se destacou como uma das principais vozes do esporte no Brasil nas últimas décadas

16 mai 2024 - 11h15
(atualizado às 13h03)
Compartilhar
Exibir comentários

O narrador esportivo Silvio Luiz morreu nesta quinta-feira (16) aos 89 anos devido a falência de múltiplos órgãos. Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento.

Narrador esportivo Silvio Luiz
Narrador esportivo Silvio Luiz
Foto: Reprodução/Instagram / Perfil Brasil

Silvio já enfrentava problemas de saúde há alguns anos e estava em coma induzido no Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo, desde a última quarta-feira (8). Ele sofreu um derrame durante uma transmissão ao vivo no YouTube da Record da final do Campeonato Paulista de futebol entre Palmeiras e Santos.

Conhecido por seus bordões, Silvio é um dos narradores esportivos mais importantes do país, cujas expressões se tornaram parte integrante do vocabulário do futebol. Alguns exemplos famosos são: "pelas barbas do profeta", "olho no lance, éééé...", "foi, foi, foi, foi ele... o craque da camisa número...", "está valendo", "acerta o seu daí que eu arredondo o meu daqui", "confira comigo no replay", "o que eu vou dizer lá em casa?" e "pelo amor dos meus filhinhos".

Relembre a trajetória de Silvio Luiz

Silvio Luiz Peres Machado de Souza nasceu em 1934, em São Paulo. Sua carreira na comunicação foi influenciada por sua irmã, a ex-atriz Verinha Dercy, que morreu aos 32 anos vítima de feminicídio. Silvio atuou em duas novelas, "Éramos Seis" e "Cela da Morte", ao lado dela.

Antes de se tornar um renomado locutor esportivo, Silvio foi árbitro de futebol entre o final dos anos 1960 e início dos anos 1970. No jornalismo, atuou como diretor de programação da Rede Record e trabalhou em várias emissoras, incluindo rádios Bandeirantes, Record, TV Excelsior, SBT, TV Paulista, entre outras.

Como narrador esportivo, participou de várias Copas do Mundo e se destacou como uma das principais vozes do esporte no Brasil nas últimas décadas.

Ele já trabalhou na Copa do Mundo de 1978, na Olimpíada de Atlanta-1996 e na Copa do Mundo de 1998. Nos anos 2000, participou das transmissões da Olimpíada de Pequim-2008, e já narrou também partidas da Série B do Campeonato Brasileiro, do Campeonato Italiano, do Campeonato Inglês, do Campeonato Carioca e do Campeonato Paulista.

Silvio também tentou se candidatar duas vezes à presidência da Federação Paulista de Futebol. Na eleição de 1982, obteve apenas quatro votos, perdendo para José Maria Marin e Nabi Abi Chedid. Três anos depois, dobrou o número de votos, mas ainda não foi eleito.

Seu último trabalho na televisão foi na Record, onde apresentava uma transmissão alternativa dos jogos do Campeonato Paulista ao lado dos humoristas Carioca e Bola.

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Carioca (@carioca)

Silvio era casado com a cantora Márcia desde 1989 e deixa três filhos: Alexandre, Andréa e André.

Perfil Brasil
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade