PUBLICIDADE

Quadro de Dora Figueiredo levanta alerta para problemas na região anal

Influenciadora chamou atenção das redes contando que fará a terceira cirurgia somente neste ano por conta de uma condição clínica no local

11 dez 2023 - 12h58
(atualizado às 13h01)
Compartilhar
Exibir comentários

Em uma de suas últimas publicações que vem repercutindo nas redes sociais, a influenciadora Dora Figueiredo conta que fará a terceira cirurgia na região anal somente neste ano. O vídeo traz um alerta para possíveis problemas nessa região, os quais são mais comuns do que é comumente falado.

(
(
Foto: Reprodução/Youtube / Perfil Brasil

"No começo desse ano começou a crescer um nódulo ali perto do meu 'butico'. Ele começou a inchar um pouquinho e eu imaginei que era um pelo encravado, que ia passar rápido", contou a influenciadora.

Ao G1, especialistas contaram que o caso não é incomum. Segundo eles, o cisto pilonidal e o abcesso perianal são os dois principais problemas que podem ocorrer nessa região.

Cisto pilonidal e abcesso perianal: o que são?

De acordo com as informações fornecidas ao G1 pela Patricia Karla de Souza, dermatologista do Hospital Albert Einstein, o cisto pilonidal pode ocorrer pela penetração de pelos ou acúmulo de resíduos dérmicos. O corpo entende esses restos como algo estranho e produz uma inflamação. A condição se manifesta como um inchaço na área localizada no final da coluna, imediatamente abaixo do cóccix. A solução determinante é a cirurgia.

Já o abcesso perianal é uma inflamação de uma glândula que fica perto da região anal. Conforme evolui, a inflamação produz um abcesso, que é uma bolsa de pus, e depois uma fístula. Marcelo Averbach, cirurgião colorretal do Hospital Sírio Libanês, explicou ao G1 que o tratamento é uma cirurgia e depende da relação entre o esfíncter anal e a fístula de cada paciente.

Acredita-se que esse segundo problema seja o caso de Dora Figueiredo. O cirurgião esclareceu ainda que a recuperação é sensível e muitas vezes demanda fisioterapia.

O alerta de Dora Figueiredo

Em sua publicação, a influenciadora relatou que procurou pela avaliação de vários especialistas. Ela adiou a primeira cirurgia por conta de sua agenda profissional, o que complicou seu quadro clínico, exigindo a realização imediata do procedimento cirúrgico.

Os especialistas salientaram que, caso o indivíduo perceba algum inchaço na região, é necessário ir ao médico para avaliar a situação. "Esses sintomas têm que ser valorizados. Apareceu uma bolinha dolorida perto do ânus, é fundamental que um médico seja consultado", finalizou Marcelo Averbach.

 * Texto sob supervisão de Lilian Coelho

Perfil Brasil
Compartilhar
Publicidade
Publicidade