PUBLICIDADE

Plataforma Intacta 2 Xtend® lança capacitação online para produtores rurais e operadores de máquinas

Iniciativa visa instruir esses profissionais, via WhatsApp, sobre as boas práticas agrícolas para o uso da terceira geração de biotecnologia da Bayer em soja, que será lançada na safra 21/22

16 jun 2021 12h49
ver comentários
Publicidade

A Plataforma Intacta 2 Xtend®, em parceria com DOT digital group e startup de educação Agro Academy, lançará um programa educacional on-line e gratuito para operadores de máquinas e produtores rurais de todo o país. O curso "Operação Pulverização" tem o objetivo de capacitar mais de 10 mil profissionais até o final deste ano, ensinando sobre as boas práticas agrícolas para o uso da terceira geração de biotecnologia em soja da Bayer para a safra 21/22. Os interessados podem se inscrever gratuitamente pelo site: http://bit.ly/i2x-operacao-pulverizacao.

Durante as aulas, os profissionais poderão esclarecer dúvidas sobre uso de EPIs (equipamentos de proteção individual) e os benefícios da Plataforma Intacta 2 Xtend®. Os conteúdos serão disponibilizados no formato de vídeos curtos, imagens e podcasts para facilitar o acesso e o processo de aprendizagem. O material foi gravado com produtores que já testaram a tecnologia e ficarão disponíveis para consulta após a conclusão do curso. "Nós queremos democratizar a educação e o acesso às nossas capacitações, transformando um treinamento técnico em uma websérie, com linguagem adaptada ao nosso público-alvo. Não é apenas a qualidade do produto, mas também o suporte de uma equipe altamente qualificada, fruto de um trabalho com experts, indústria e com o setor para obtermos as melhores recomendações para toda a cadeia produtiva", reforça a gerente Técnica de Lançamento da Plataforma Intacta 2 Xtend, Barbara Tagliari.

Segundo o CEO e fundador da Agro Academy, Rodrigo Loncarovich, responsável pelo desenvolvimento do conteúdo do curso para a ferramenta, as aulas irão ajudar os profissionais interessados de forma rápida e prática. "Nós nascemos com a missão de fazer com que grandes especialistas e empresas do agronegócio possam levar os conteúdos de alta qualidade até as mãos de cada trabalhador rural. Sem dúvida, esses conteúdos, que criamos junto com a Bayer, vão levar o agricultor para um nível mais elevado de eficiência e produtividade", afirma Loncarovich.

Para auxiliar os participantes a terem um melhor entendimento da capacitação, a Bayer fará as aulas de uma forma inovadora: via WhatsApp, por meio de uma ferramenta de chatbot, desenvolvida pela DOT digital group. O acesso ao curso funcionará na própria rede social e é direcionado por meio de uma árvore de decisões. Obedecendo ao comando indicado, o aluno receberá o conteúdo. Os participantes poderão acessar o treinamento remotamente e receberão um certificado ao final. "As parcerias com as EduTechs foram fundamentais para ganharmos agilidade e identificarmos novas formas de acesso aos nossos conteúdos educacionais, como o WhatsApp, que está presente em mais de 90% dos celulares do Brasil", complementa Barbara.

Para a consultora educacional do DOT digital group, Carolina Schmitt Nunes, o destaque da modalidade pela rede social está centrado no fato de ser um aplicativo popular, que pode ser usado, independentemente da qualidade do sinal de internet ou da capacidade do aparelho. "Os cursos pelo aplicativo são uma forma inovadora de capacitar as pessoas em qualquer lugar e hora, gratuitamente e com total autonomia para o operador de máquinas. Por meio da conversa pela rede social, entregamos informações, orientações e conhecimento de forma leve, prática e rápida, tendo mais engajamento e uma melhora na absorção do conhecimento", reforça.

Para acessar, os profissionais interessados devem se inscrever no site. Ao confirmar o número de WhatsApp, o aluno é direcionado para o curso no próprio aplicativo.

Para mais informações, basta acessar o site: www.plataformaintacta2xtend.com.br



Website:

http://www.plataformaintacta2xtend.com.br
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade