1 evento ao vivo

Telegram é bloqueado na Rússia por negar acesso a dados

Justiça se baseia em lei de 2016 feita para combater terrorismo

13 abr 2018
11h38
atualizado às 11h59
  • separator
  • comentários

Um tribunal da Rússia ordenou nesta sexta-feira (13) o bloqueio do Telegram em todo o país, após o aplicativo de mensagens ter recusado a liberação de dados de seus usuários para as autoridades russas.

De acordo com a justiça, a medida se baseia em uma lei aprovada em 2016, na qual todos os aplicativos de mensagens devem fornecer para as autoridades do país possibilidades de verificar conversas, com o objetivo de combater o terrorismo.

Segundo o Serviço Federal de Segurança (FSB) da Rússia, o Telegram foi usado por um terrorista que se explodiu em um metrô em abril de 2017, matando 15 pessoas.

Em contrapartida, o advogado do Telegram, Pavel Chikov, alegou que o pedido das autoridades russas é sem fundamento. "A solicitação do FSB para acessar conversas privadas dos usuários é inconstitucional, sem fundamento, e não pode ser realizada tanto técnica quanto legalmente", disse Chikov.

Recentemente, o Telegram anunciou que possui mensalmente mais de 200 milhões de acessos.

Ansa - Brasil   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade