PUBLICIDADE

Pai e filho símbolos de guerra na Síria se mudam para Itália

Munzir e Mustafa estão em foto que retrata marcas do conflito

20 jan 2022 11h44
| atualizado às 11h59
ver comentários
Publicidade

Um pai e um filho que tiveram membros amputados por causa da guerra na Síria vão ganhar uma nova vida na Itália.

Foto mostra pai e filho afetados pelos efeitos da guerra na Síria
Foto mostra pai e filho afetados pelos efeitos da guerra na Síria
Foto: Divulgação / Ansa - Brasil

Munzir al-Nazzal e o pequeno Mustafa protagonizam a foto "Hardship of Life" ("Dureza da Vida", em tradução livre), tirada pelo fotógrafo turco Mehmet Aslan e premiada no concurso Siena International Photo Awards no ano passado.

De acordo com os organizadores da competição fotográfica, a família de Munzir desembarca na Itália na noite desta sexta-feira (21) e vai morar em Siena, na bucólica região da Toscana.

Além disso, o pai e o filho serão tratados em um centro de próteses de Budrio, na província de Bolonha, e o festival abriu uma vaquinha online para ajudar pessoas que sofreram amputações durante a guerra na Síria.

"Eles vão viver em uma moradia da Cáritas em Siena, colocada à disposição pela arquidiocese", disse o diretor artístico do Siena International Photo Awards, Luca Venturi. "A potência comunicativa daquela foto se transformou em um apoio real à família", acrescentou.

A imagem em questão mostra Munzir, que teve a perna direita amputada por causa de uma bomba, apoiado em uma muleta e segurando Mustafa. O menino nasceu sem as pernas e os braços pelo fato de sua mãe ter sido obrigada a tomar remédios agressivos devido a um ataque com gás tóxico na região de Idlib.

Apesar das dificuldades, Mustafa aparece sorridente nas mãos do pai, que o olha com ternura. A família fugiu da Síria há mais de três anos e vivia no sul da Turquia, onde a foto foi tirada. Devido às malformações, o menino precisa de tratamento contínuo e próteses especiais.

Iniciada em 2011, a guerra na Síria já deixou mais de 350 mil mortos e cerca de 13 milhões de deslocados.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade