PUBLICIDADE

Governo do Iraque ataca o Estado Islâmico ao norte de Bagdá

Essa é a última chance. Se insistirem em ficar do lado errado, receberão a punição severa que merecem por apoiarem o terrorismo, disse o premiê do Iraque, Haider al-Abadi

1 mar 2015 17h20
| atualizado às 21h33
ver comentários
Publicidade
Combatentes xiitas, que se juntaram ao Exército iraquiano para combater o Estado Islâmico, durante treino no deserto. 16/09/2014
Combatentes xiitas, que se juntaram ao Exército iraquiano para combater o Estado Islâmico, durante treino no deserto. 16/09/2014
Foto: Alaa Al-Marjani / Reuters

O exército do Iraque e a milícia xiita lançaram uma já esperada ofensiva contra o Estado Islâmico na província de Salahuddin, um recente reduto dos radicais islamitas ao norte de Bagdá, disse o primeiro-ministro Haider al-Abadi neste domingo (1).

Os rebeldes ultra-radicais controlam várias cidades na província, que é de maioria sunita, incluindo Tikrit, cidade-natal do ex-presidente Saddam Hussein. Eles também mantêm outras cidades no curso do rio Tigres, alguns quilômetros ao norte da cidade de Samarra, controlada pelo governo, e que Abadi visitou neste domingo.

"O primeiro-ministro e o chefe das forças armadas....anunciam o começo da campanha de segurança para libertar Salahuddin", dizia um comunicado emitido pelo gabinete de Abadi, enquanto ele se encontrava com líderes militares na província, onde milhares de tropas e membros da milícia se reúnem para a batalha.

Os rastros do 'EI' em cidade fantasma no Iraque:

Em comentários transmitidos na TV iraquiana, Abadi disse que os militantes islamitas serão expulsos de Salahuddin e ainda ofereceu aos apoiadores do Estado Islâmico a oportunidade final de se entregar. "Faço um apelo a todos aqueles que foram iludidos e cometeram erros no passado para abaixarem suas armas hoje", disse ele.

"Essa é a última chance. Se insistirem em ficar do lado errado, receberão a punição severa que merecem por apoiarem o terrorismo." 

Milhares de soldados e combatentes das milícias xiitas conhecidas como Hashid Shaabi (Mobilização Popular) foram mobilizados para a campanha contra o Estado Islâmico em Salahuddin.

O anúncio de Abadi acontece após uma série de tentativas mal sucedidas de retirar os militantes do EI de Tikrit desde que eles começaram a se dirigir a Bagdá no último mês de junho, acrescentando grandes porções de terra no norte e no oeste do Iraque a terras da vizinha Síria que eles já controlam.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade