PUBLICIDADE

Estado Islâmico divulga vídeo com nova vítima decapitada

Vídeo que revela a suposta morte de um britânico termina, assim como os demais, com um refém vivo sendo ameaçado pelos terroristas. Esse refém seria um americano

3 out 2014 17h37
| atualizado às 17h47
ver comentários
Publicidade
Foto: The Telegraph / Reprodução

Um vídeo divulgado na internet, nesta sexta-feira, mostra a suposta decapitação de mais uma vítima do grupo extremista jihadista Estado Islâmico (EI). As informações são da agência Associated Press (AP).

Segundo a publicação, o refém decapitado seria o britãnico Alan Henning, 47 anos, apelidado de "Gadget". Nas imagens, um integrante do grupo terrorista aparece mascarado, em pé, ao lado de Henning, assim como nos demais vídeos divulgados pelo EI, antes de cortar-lhe o pescoço.

O vídeo termina, assim como os demais, com um refém vivo sendo ameaçado pelos terroristas. De acordo com as informações da agência, esse refém seria um americano.

"Obama, você começou o seu bombardeio aéreo na Síria e continua a atacar o nosso povo. Por isso, é justo que nós ataquemos o próximo refém do seu povo", diz o homem mascarado.

A AP afirma que a autenticidade do vídeo ainda não foi confirmada. No entanto, as imagens foram divulgadas da mesma maneira que os vídeos anteriores. 

Se confirmada a autenticidade da gravação, esse será o quarto vídeo já divulgado pelo grupo Estado Islâmico. As decapitações não são mostradas por completo nos vídeos, mas as imagens mostram o início dos cortes que os terroristas fazem nos pescoços dos reféns. 

Os vídeo anteriores mostraram a morte dos repórteres americanos James Foley e Steven Sotloff e do trabalhador humanitário britânico David Haines. Henning participa do comboio de ajuda humanitária e foi capturado após cruzar a fronteira entre a Turquia e a Síria.

 

Desvendando o Estado Islâmico Desvendando o Estado Islâmico

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade