PUBLICIDADE

Mundo

Oposição critica 'silêncio' de governo Meloni sobre naufrágio

Tragédia pode ter deixado mais de 60 mortos no Mediterrâneo

19 jun 2024 - 14h03
(atualizado às 14h15)
Compartilhar
Exibir comentários

Uma das líderes da oposição na Itália criticou o "silêncio" do governo da premiê Giorgia Meloni sobre o naufrágio que pode ter deixado mais de 60 mortos no Mar Mediterrâneo.

    A tragédia ocorreu na última segunda-feira (17), agravando o balanço das "viagens da morte" ao sul da Itália, mas, até o momento, a premiê e seus ministros não se pronunciaram.

    "Passam os dias, mas continua o silêncio ensurdecedor do governo diante da enésima tragédia migratória", disse a secretária do Partido Democrático (PD), de centro-esquerda, Elly Schlein.

    "Para o governo, são mortos invisíveis, que não pesam. Esse silêncio é intolerável e ignóbil", acrescentou a líder da principal legenda de oposição no país.

    Segundo relatos dos 11 sobreviventes do naufrágio, pelo menos 66 pessoas estão desaparecidas, incluindo 26 menores de idade.

    Até o momento, a Guarda Costeira italiana recuperou seis corpos no local da tragédia, e uma mulher morreu enquanto era transferida a um hospital, totalizando sete vítimas confirmadas. 

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade