PUBLICIDADE

Governo da Índia restringe exportação de trigo

14 mai 2022 15h34
| atualizado às 16h28
ver comentários
Publicidade

O governo da Índia anunciou neste sábado (14) a suspensão das exportações de trigo, medida que pode acelerar a escalada dos preços de alimentos no mercado mundial.

Decisão da Índia deve pressionar preço do trigo no mercado internacional
Decisão da Índia deve pressionar preço do trigo no mercado internacional
Foto: EPA / Ansa - Brasil

A decisão marca uma brusca reviravolta em relação ao posicionamento anterior do governo indiano, que, em fevereiro, havia previsto que as exportações decolariam impulsionadas por uma colheita recorde de 111,3 milhões de toneladas.

Além disso, em 15 de abril, o ministro do Comércio e da Indústria do país asiático, Piyush Goyal, havia dito que os agricultores indianos estavam "prontos para servir ao mundo".

Já neste sábado, Goyal afirmou que o bloqueio às exportações vai "garantir a segurança alimentar da Índia, assegurar abastecimento suficiente para países vulneráveis e controlar a inflação".

A proibição atinge todas as exportações de trigo sem prévio consentimento do governo, após os danos à produção nacional provocados por uma forte onda de calor. Contratos já assinados serão cumpridos normalmente.

Reunidos na Alemanha, os ministros da Agricultura do G7 condenaram a medida adotada pela Índia. "Se todo mundo começar a restringir exportações ou a fechar mercados, isso só vai piorar a crise", disse o ministro alemão Cem Ozdemir.

O bloqueio chega em um momento de pressão no mercado de bens agrícolas por causa da invasão da Rússia à Ucrânia, dois dos maiores produtores de trigo do mundo. Navios russos bloquearam os portos ucranianos, que não conseguem mais escoar exportações de grãos.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade