PUBLICIDADE

Filho do cantor Vasco Rossi é condenado por colisão de carro

Davide foi punido por lesão grave e omissão de socorro

13 out 2021 13h25
| atualizado às 13h37
ver comentários
Publicidade

O filho do cantor italiano Vasco Rossi, Davide, foi condenado a um ano e 10 meses de prisão por lesão grave no trânsito e omissão de socorro, além da perda da carteira de habilitação, nesta terça-feira (12). O caso refere-se a uma colisão na estrada em 16 de setembro de 2016, em Roma.

Davide Rossi foi considerado culpado por colisão ocorrida em 2016
Davide Rossi foi considerado culpado por colisão ocorrida em 2016
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

Segundo a acusação, Rossi não parou após bater em um carro que transportava duas mulheres, que ficaram feridas no impacto.

Também foi condenado a nove meses Simone Spadano, que estava no veículo e prestou falso testemunho dizendo que era ele quem estava dirigindo.

Durante os depoimentos, o filho do cantor disse que não parou porque quis levar para casa uma das jovens que estava com eles e que Spadano ficou no local da colisão para fazer todos os procedimentos. Além disso, ele alega que foi chamado socorro e firmado um acordo extrajudicial no local para lidar com as consequências do "acidente".

"Não navego em ouro e não tenho emprego estável. Os jornais estão escrevendo coisas alucinantes sobre mim, mas eu pago o preço por ser filho de Vasco", disse aos juízes.

Após a decisão judicial, Davide voltou a reafirmar que não estava dirigindo e que só saiu da cena do impacto após firmar o acordo. "Estou indignado porque a justiça morreu. Tinha um acordo firmado testemunhando tudo. Dei até o dinheiro do seguro, é verdadeiramente um absurdo", afirmou.

Já Vasco Rossi disse que estava "muito amargurado" com a sentença porque ela é "extremamente injusta". "Só ouviram as teses da acusação. Estou convicto que Davide disse a verdade e tenho confiança na justiça que, espero, restabeleça a verdade na Apelação", afirmou o artista. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade