PUBLICIDADE

Famílias de missionários dos EUA são sequestradas na capital do Haiti, diz mídia

17 out 2021 12h35
ver comentários
Publicidade

Até 17 missionários cristãos americanos e suas famílias foram sequestrados no sábado por membros de um grupo armado na capital do Haiti, Porto Príncipe, informou a mídia dos Estados Unidos.

O sequestro aconteceu depois que os missionários deixaram um orfanato, publicaram o New York Times e a CNN.

O Washington Post relatou que um áudio do Christian Aid Ministries dizia que "homens, mulheres e crianças" associados ao grupo estavam sendo mantidos reféns por um grupo armado.

As vítimas incluem 14 adultos e três crianças, disse a CNN, citando uma fonte não identificada das forças de segurança do Haiti.

O grupo de missionários estava viajando para Titanyen depois de visitar um orfanato na área de Croix des Bouquets, disse a CNN. O Times, citando autoridades locais, disse que os missionários foram levados quando estavam em um ônibus que estava indo ao aeroporto para deixar alguns membros do grupo antes de seguirem para outro local no Haiti.

A Embaixada dos Estados Unidos no Haiti não respondeu a um pedido de comentário. Uma porta-voz da polícia haitiana disse que buscava informações sobre o assunto. A Christian Aid Ministries não se manifestou de imediato.

Um aumento na violência de gangues no Haiti atingiu milhares de pessoas e prejudicou a atividade econômica no país mais pobre das Américas. A violência aumentou após o assassinato do presidente Jovenel Moise em julho e um terremoto em agosto que matou mais de 2 mil pessoas.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade