0

Turquia: Erdogan recebe manifestantes em reunião criticada por ativistas

12 jun 2013
12h31
atualizado às 15h01
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Foto oficial o premiê Recep Tayyip Erdogan (esquerda) reunido com manifestantes e outros membros do governo turco
Foto oficial o premiê Recep Tayyip Erdogan (esquerda) reunido com manifestantes e outros membros do governo turco
Foto: AP

O primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan iniciou nesta quarta-feira, em Ancara, uma reunião com representantes escolhidos por ele do movimento de contestação que abala a Turquia há 13 dias, um encontro considerado falso pelos principais atores do movimento. Erdogan recebeu 11 membros da delegação, composta principalmente de artistas, acadêmicos e arquitetos, na sede do Partido Justiça e Desenvolvimento (AKP).

A 'Solidariedade Taksim', plataforma de 116 partidos e associações que animam o movimento pela preservação do parque Gezi em Istambul, ameaçado por um projeto de desenvolvimento urbano e que deu origem à contestação, denunciou nesta quarta-feira a reunião a qual não foi convidada. "Anunciamos que nenhum membro da Solidariedade Taksim foi convidado a participar das negociações", indicou em um comunicado. "Essas reuniões não terão resultados enquanto a polícia continuar a fazer uso da violência e as autoridades negarem o direito à vida ao parque Gezi e seus arredores", ressaltaram.

O anúncio na segunda-feira pelo governo desta reunião foi seguido no dia seguinte por um brutal ataque policial contra manifestantes reunidos na praça Taksim, ao lado do parque Gezi. Os ativistas também reiteraram suas exigências: o abandono do projeto, o fim da repressão contra os manifestantes e a renúncia de seus responsáveis, a libertação de manifestantes presos e o abandono de todas as acusações contra eles.

Veja também:

Penteado "estilo quarentena" virou coisa do passado
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade