1 evento ao vivo

Protestos em defesa de parque público causam distúrbios em Istambul

1 jun 2013
06h22
atualizado em 4/12/2013 às 15h15
  • separator
  • 0
  • comentários

Milhares de pessoas se manifestam contra o governo da Turquia em diversos bairros de Istambul pela planejada destruição de um parque situado no centro, enquanto os protestos seguem intensos nas ruas da capital turca neste sábado. A versão online do jornal Hürriyet, que cita fontes policiais, informou hoje que 81 pessoas já foram detidas nos violentos confrontos entre os manifestantes e as forças de ordem, além de um considerável aumento no número de feridos.

Grande parte das vias centrais de Istambul foi bloqueada pela polícia, enquanto várias linhas de transporte público foram fechadas
Grande parte das vias centrais de Istambul foi bloqueada pela polícia, enquanto várias linhas de transporte público foram fechadas
Foto: AP

O que começou há quatro dias como um camping para salvar o parque Gezi, adjacente à Praça Taksim, se transformou em um conflito social após uma ação de despejo na madrugada de ontem e, atualmente, aparece como um desafio político ao governo turco. "Unidos contra o fascismo", "Renúncia ao Governo" e "Taksim está em todas as partes, a resistência também", eram alguns dos slogans cantados durante a noite em vários bairros de Istambul, tanto em zonas operárias e tradicionalmente conflituosas como em elegantes distritos da classe média-alta.

As concentrações se estenderam ao longo da noite e, ao amanhecer, aproximadamente 500 pessoas bloquearam o trânsito na ponte do Bósforo ao marchar da parte asiática da cidade em direção à europeia. Grande parte das vias centrais de Istambul foi bloqueada hoje pela polícia, enquanto várias linhas de transporte público foram fechadas.

O Partido Republicano do Povo (CHP), o principal grupo da oposição parlamentar, convocou uma "concentração pela liberdade e pela democracia" para as 10h (de Brasília). O conflito surgiu após a intenção do governo do islâmico moderado Recep Tayyip Erdogan de remodelar o parque central Gezi, um dos poucos espaços verdes do centro de Istambul.

O objetivo seria a construção de um centro comercial, projeto rejeitado pela própria comissão municipal, mas defendido em público pelo primeiro-ministro. Ontem, um tribunal administrativo ordenou a paralisação das obras, mas o conflito já se estende muito além do parque: "se trata da participação cidadã em uma democracia", asseguram muitos manifestantes.

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade