3 eventos ao vivo

Com presença de prefeito, Parada Gay reúne milhares em Roma

Segundo organizadores, 250 mil pessoas participaram da marcha

13 jun 2015
16h17
atualizado às 16h18
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Parada Gay de Roma aconteceu neste sábado
Parada Gay de Roma aconteceu neste sábado
Foto: Alessandro Bianchi / Reuters

Milhares de pessoas participaram neste sábado (13) da Parada Gay de Roma, evento que contou inclusive com a presença do prefeito Ignazio Marino, um dos principais defensores das causas homossexuais na Itália.

Evento contou com a presença do prefeito Ignazio Marino, um dos principais defensores das causas homossexuais na Itália
Evento contou com a presença do prefeito Ignazio Marino, um dos principais defensores das causas homossexuais na Itália
Foto: Alessandro Bianchi / Reuters

Segundo os organizadores, pelo menos 250 mil pessoas estiveram na manifestação, mas não há nenhum número oficial que comprove essa estimativa. "É um dia importante para os direitos. A política deve dar respostas a uma sociedade que muda", escreveu no Twitter a presidente da Câmara dos Deputados italiana, Laura Boldrini, que esteve recentemente no Brasil.

Siga o Terra Notícias no Twitter

Segundo os organizadores, pelo menos 250 mil pessoas estiveram na manifestação
Segundo os organizadores, pelo menos 250 mil pessoas estiveram na manifestação
Foto: Alessandro Bianchi / Reuters

A marcha também foi marcada por cobranças ao governo do primeiro-ministro Matteo Renzi por um projeto que legalize as uniões civis entre pessoas do mesmo sexo, o que ainda não é permitido no país. Há meses, o Executivo fala em levar esse tema ao Parlamento, mas o fato é que a prioridade tem sido dada a reformas políticas e econômicas, e não sociais.
    
"A atual discussão parlamentar não me satisfaz de modo algum. Estamos em um mundo que roda rapidamente em direção aos direitos, que não podem ser concedidos a conta-gotas", declarou o governador da Púglia, Nichi Vendola, homossexual assumido.

Marcha também foi marcada por cobranças ao governo do primeiro-ministro Matteo Renzi
Marcha também foi marcada por cobranças ao governo do primeiro-ministro Matteo Renzi
Foto: Alessandro Bianchi / Reuters

 

Fonte: ANSA Brasil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade