3 eventos ao vivo

Bélgica quer "CIA europeia" para atentados não se repetirem

29 nov 2015
12h38
atualizado às 15h28
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O primeiro-ministro da Bélgica, Charles Michel, pediu neste domingo (29) a criação de uma agência europeia de inteligência para melhorar a troca de informação entre países da União Europeia e evitar que se repitam atentados como os de 13 de novembro em Paris, que deixaram 130 mortos e 350 feridos.

Primeiro-ministro belga está preocupado com a segurança da Europa
Primeiro-ministro belga está preocupado com a segurança da Europa
Foto: Getty Images

Siga Terra Notícias no Twitter

"Peço uma mobilização para criarmos uma agência europeia de inteligência, uma CIA europeia", assinalou Michel em entrevista concedida à emissora "RTBF".

O primeiro-ministro belga reconheceu que após os atentados de Paris se viu claramente que alguns dos terroristas foram detectados pelos serviços de inteligência belgas sem que tenham sido detidos.

"Não soubemos utilizar a informação da qual dispúnhamos convenientemente", admitiu.

Michel defendeu, no entanto, a atuação do governo federal da Bélgica em uma "situação muito difícil" na qual não podiam compartilhar com os cidadãos toda a informação da qual dispunham por questões de segurança.

"O que foi muito importante é a certeza da capacidade da Bélgica de reagir, de elevar o nível de controle e de precaução", destacou.

Perguntado sobre o risco atual de atentado terrorista, Michel explicou que o nível de alerta segue estando no 3, que é um nível "grave" e "inabitual", mas assegurou que as autoridades seguirão fazendo o máximo possível.

Veja também:

O mergulhador paraplégico que ajuda a limpar mar em Israel
EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade