PUBLICIDADE

Europa deve se preparar para ficar sem gás russo, diz agência

Moscou já vem reduzindo o fornecimento para membros da UE

22 jun 2022 13h36
| atualizado às 13h39
ver comentários
Publicidade

A Agência Internacional de Energia (IEA) alertou nesta quarta-feira (22) que a Europa deve se preparar para a interrupção total no fornecimento de gás natural pela Rússia no próximo inverno boreal.

Instalação do gasoduto Nord Stream em Lubmin, na Alemanha
Instalação do gasoduto Nord Stream em Lubmin, na Alemanha
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

"A Europa precisa estar pronta para o caso de o gás russo ser completamente cortado", declarou o chefe da IEA, Fatih Birol, em entrevista ao jornal britânico Financial Times.

Nas últimas semanas, a Rússia já diminuiu o fornecimento para países como Alemanha e Itália, que são altamente dependentes de Moscou para satisfazer sua demanda energética.

Para Birol, esse pode ser um prenúncio de novos cortes. "Quanto mais nos aproximamos do inverno, mais entendemos as intenções da Rússia. Acredito que as reduções têm como objetivo evitar que a Europa aumente seus estoques", acrescentou.

O consumo de gás natural é menor na Europa durante os meses de verão no Hemisfério Norte, período que vem sendo usado pelos países do continente para aumentar seus estoques para o inverno, de modo a reduzir a dependência em relação à Rússia na época de maior demanda.

A União Europeia vem resistindo a impor sanções contra o gás natural russo e até mesmo a estabelecer um teto para o preço da commodity, medida que deve voltar a ser discutida pelos líderes do bloco em reunião nos dias 23 e 24 de junho.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade