PUBLICIDADE

Coreias do Sul e do Norte reabrem linhas diretas de comunicação

27 jul 2021 10h14
ver comentários
Publicidade

As Coreias do Sul e do Norte restauraram linhas diretas de comunicação que Pyongyang havia cortado um ano atrás, quando os laços entre os países se deterioraram, e os líderes das duas nações estão renovando as tentativas de reconstruir as relações, afirmou o gabinete presidencial de Seul nesta terça-feira.

Líder norte-coreano Kim Jong Un e presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in se cumprimentam em vila na zona desmilitarizada entre os dois países
27/04/2018 Korea Summit Press Pool/Pool via Reuters
Líder norte-coreano Kim Jong Un e presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in se cumprimentam em vila na zona desmilitarizada entre os dois países 27/04/2018 Korea Summit Press Pool/Pool via Reuters
Foto: Reuters

A decisão em relação às linhas diretas de comunicação foi tomada pelo presidente sul-coreano Moon Jae-in e pelo líder norte-coreano Kim Jong Un, que trocaram várias cartas desde abril quando marcaram o terceiro aniversário de sua primeira cúpula, afirmou o secretário de imprensa de Moon, Park Soo-Hyun.

A agência de notícias estatal da Coreia do Norte, KCNA, também disse que todos os canais de comunicação entre as Coreias retomaram suas operações às 10h (horário local) de terça-feira, em linha com o acordo entre Moon e Kim.

"Os dois líderes exploraram maneiras de recuperar as relações ao trocarem cartas em várias ocasiões, e concordaram em restaurar várias linhas diretas de comunicação como um primeiro passo desse processo", disse Park, em um comunicado. "Eles também concordaram em recuperar a confiança assim que possível e promover o progresso das relações novamente."

A KCNA elogiou a reabertura das linhas de comunicação como "um grande passo para recuperar a confiança mútua e promover a reconciliação".

A Coreia do Norte cortou as linhas em junho de 2020 quando as relações se deterioraram após uma segunda cúpula sem sucesso em fevereiro de 2019 entre Kim e o ex-presidente dos EUA, Donald Trump, a qual Moon ofereceu mediar.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade