0

Confira curiosidades da Catedral de Notre-Dame, em Paris

Igreja tem importância religiosa, histórica e artística

15 abr 2019
16h47
atualizado às 16h53
  • separator
  • comentários

Por Beatriz Farrugia - A Catedral de Notre-Dame, literalmente "Nossa Senhora de Paris" e dedicada à Virgem Maria, é uma obra-prima da arquitetura gótica. A igreja é o local mais visitado da França, com 12 milhões de turistas por ano. Situada no coração da capital francesa, na ×le de la Cité, a Catedral de Notre-Dame começou a ser erguida no ano de 1163 e demorou dois séculos para ficar pronta nos moldes em que é conhecida hoje. A catedral possui planta no formato de cruz latina e duas torres campanárias, de onde é possível admirar uma vista panorâmica de Paris. O pináculo, de 45 metros de altura, foi construído em 1860 - e acabou desabando no incêndio que atingiu hoje (15) o local.
    Com uma nave de 127 metros de comprimento, 48 metros de largura e 35 metros de altura, a Notre-Dame tem capacidade para receber 9 mil fieis.
    Por dentro, a catedral é decorada por vitrais: o vitral ao norte retratada imagens do Antigo Testamento. O do sul ilustra Cristo com alguns santos, apóstolos e anjos.
    Durante a Revolução Francesa (1789-1799), a Catedral de Notre-Dame foi danificada, principalmente as 28 estátuas da Galeria dos Reis, que foram decapitadas. Depois disso, a igreja foi restaurada pelo arquiteto Eugène Emannuel Viollet-le-Duc.
    Coração do cristianismo francês, a catedral foi palco de alguns dos momentos mais importantes da história da França, como a coroação de Napoleão Bonaparte e a beatificação de Joana D'Arc. A Notre-Dame também hospedou as missas e funerais de Charles de Gaulle, Georges Pompidou e François Mitterrand. A catedral ficou eternizada nos romances e contos do escritor Victor Hugo, autor de "Notre-Dame de Paris" - obra também conhecida como o "Corcunda de Notre-Dame". Além da importância histórica e religiosa, a catedral preserva dezenas de obras de arte, símbolos e relíquias, como fragmentos da coroa de espinho e da cruz de Jesus Cristo, além de um órgão musical do século XVII. Por volta das 18h50 desta segunda-feira, um incêndio começou a consumir a parte traseira e superior da Notre-Dame. As altas chamas eram vistas de vários pontos da capital. O fogo provocou o desabamento da torre "flecha", além de parte da estrutura do teto. A tragédia - cujos prejuízos ainda não foram contabilizados - ocorreu em um momento em que a igreja passava por obras de restauração e as quais deveriam durar 20 anos, de acordo com o jornal "Le Figaro".
    Felizmente, 16 estátuas do teto da Notre-Dame tinham sido retiradas há quatro dias - em 11 de abril -- para as restaurações, preservando parte do acervo. As peças, com três metros de altura e 250 quilos, deveriam retornar à igreja somente em 2022.

Catedral de Notre-Dame foi consumida por um incêndio na noite desta segunda-feira (15)
Catedral de Notre-Dame foi consumida por um incêndio na noite desta segunda-feira (15)
Foto: EPA / Ansa - Brasil
Ansa - Brasil   
  • separator
  • comentários
publicidade