1 evento ao vivo

Após ataque, Itália reforça segurança perto de sedes francesas

Polícia tomou decisão após autor de ataque ter passado no país

29 out 2020
18h47
atualizado às 19h02
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O chefe da polícia italiana, Franco Gabrielli, emitiu um alerta na noite desta quinta-feira (29) para prefeitos e carabineiros do país fortalecerem as medidas de segurança nas proximidades dos escritórios institucionais franceses na Itália.

Autor de ataque entrou na Europa pela ilha italiana de Lampedusa
Autor de ataque entrou na Europa pela ilha italiana de Lampedusa
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

A decisão foi tomada durante uma reunião da Comissão de Análise Estratégica Antiterrorismo da Itália, após o atentado contra a Basílica de Notre-Dame de Nice, no qual três pessoas morreram.

Segundo a inteligência italiana, existe a necessidade de reforçar as sedes diplomáticas francesas no país, além de escritórios institucionais, religiosos e culturais, principalmente depois que o autor do ataque, identificado como Brahim Aoussaoui, teria passado pela Itália antes de cometer o crime na França.

Em comunicado, o Ministério do Interior informa que "já existe o mais alto nível de proteção, com uma vigilância fixa do Exército e uma vigilância dinâmica das forças policiais".

As autoridades de segurança pública também foram alertadas para reforçar o monitoramento de todos os ambientes de risco relacionados à França e a ativar as redes de informação.

Veja também:

O jovem que trocou seu piano por uma arma e desapareceu na guerra
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade