PUBLICIDADE

Antes do G7, Biden diz que anunciará plano de vacinas para mundo

Presidente norte-americano embarcou para 1ª viagem internacional

9 jun 2021 12h05
| atualizado às 12h17
ver comentários
Publicidade

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nesta quarta-feira (9) que irá anunciar um "plano de vacinas" para o mundo durante a sua visita à Europa.

Biden deu declaração antes de embarcar para sua primeira viagem internacional
Biden deu declaração antes de embarcar para sua primeira viagem internacional
Foto: EPA / Ansa - Brasil

Sem dar muitos detalhes, o mandatário fez a afirmação aos jornalistas antes de embarcar no Air Force One para sua primeira viagem internacional.

A "diplomacia da vacina" será um dos principais pontos de debate das reuniões do G7, marcadas para 11 a 13 de junho, no Reino Unido. Biden, ao lado do premiê anfitrião, Boris Johnson, quer que o assunto da vacinação de países pobres seja uma das principais pautas.

Washington, inclusive, já anunciou a doação de 80 milhões de doses, sendo que 25 milhões delas serão entregues ainda neste mês - e 19 milhões serão enviadas pelo Covax Facility.

No entanto, a mídia norte-americana ressalta que o país - que já tem vacinas mais do que suficientes para todos os cidadãos - pode ter que jogar doses de imunizantes fora por conta da validade.

Conforme o jornal "Wall Street Journal", são milhões de doses da Janssen, braço da Johnson & Johnson, próximas a vencer e essas seriam as fórmulas enviadas para os países em desenvolvimento. A revelação vem provocando ainda mais críticas ao governo Biden por conta do prazo ser curto e, provavelmente, por não haver capacidade técnica para a distribuição.

Na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado sobre a Covid-19, o ministro da Saúde do Brasil, Marcelo Queiroga, que havia anunciado a antecipação da entrega de 3 milhões de doses da vacina compradas da Janssen para esse mês, informou que as doses que podem ser enviadas ao país têm vencimento em 27 de junho - e que, se houver demora na liberação da FDA, a agência regulatória norte-americana, essa antecipação não será enviada. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade