PUBLICIDADE

Chávez reaparece na TV com reprise do 'Alô Presidente'

17 mar 2013 14h40
| atualizado às 15h05
ver comentários
Publicidade
<p>Chávez durante o programa<em> Alô Presidente</em> 376, de 8 de janeiro de 2012, uma das últimas edições do programa a ir ao ar</p>
Chávez durante o programa Alô Presidente 376, de 8 de janeiro de 2012, uma das últimas edições do programa a ir ao ar
Foto: AFP

A televisão estatal venezuelana prestou neste domingo uma homenagem ao falecido presidente Hugo Chávez com a reprise de um dos episódios de seu maratônico programa dominical "Alô Presidente" junto ao líder cubano Fidel Castro, que data do ano 2000.

"Estaremos todos os domingos repondo este espaço que marcou história na ação revolucionária, no pensamento revolucionário e na personalidade de Hugo Chávez", explicou ao canal oficial VTV o ministro da Informação, Ernesto Villegas, ao apresentar o programa.

O novo espaço, rebatizado de Alô Comandante, resumirá durante três horas os 378 programas transmitidos por rádio e televisão Alô Presidente, apresentados semanalmente por Chávez entre 1999 e 2012 para se defender do que o presidente chamava de "terrorismo midiático" de seus opositores, indicou o ministro.

No Alô Presidente, que chegou a se estender por oito horas, o presidente inaugurava obras, anunciava políticas, repreendia seus ministros ou fazia críticas à oposição. Mas também se mostrava relaxado contando velhas histórias ou cantando.  Só nesse espaço, ele chegou a falar 1.656 horas e 44 minutos, o que equivaleria a 69 dias ininterruptos, segundo dados do governo.

No dia 20 de outubro de 2000, Chávez e Castro, a quem considerava seu "pai político", compartilharam o programa a partir do Campo de Carabobo, norte do país, onde o herói sul-americano Simón Bolívar selou a independência da Venezuela em 1821.

Os dois líderes destacaram a figura de Bolívar e do herói cubano José Martí como motores da integração latino-americana e destacaram a necessidade de levantar bandeiras a favor da libertação e da justiça social.

"A única maneira é nos unirmos na integração. Esta é a bandeira essencial, a integração para buscar o desenvolvimento e a justiça de nossos povos", disse Chávez, falecido no dia 5 de março em Caracas vítima de um câncer com o qual lutava em seus últimos 20 meses de vida.

O último Alô Presidente foi transmitido no dia 29 de janeiro de 2012 a partir do Estado de Barinas, terra natal de Chávez. No entanto, o programa havia deixado de ser realizado regularmente desde abril de 2011, pouco antes da detecção de seu câncer.

&amp;amp;amp;lt;a data-cke-saved-href=&amp;amp;quot;http://www.terra.com.br/noticias/infograficos/hugo-chavez/iframe.htm&amp;amp;quot; href=&amp;amp;quot;http://www.terra.com.br/noticias/infograficos/hugo-chavez/iframe.htm&amp;amp;quot;&amp;amp;amp;gt;veja o infogr&amp;amp;aacute;fico&amp;amp;amp;lt;/a&amp;amp;amp;gt;
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
Publicidade
Publicidade