1 evento ao vivo

Turquia critica atuação da ONU e da UE ante repressão no Egito

17 ago 2013
14h22
atualizado às 14h33
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, criticou neste sábado a ausência de condenação da ONU, da União Europeia (UE) e da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI) a respeito da repressão no Egito.

"Eu digo com toda clareza: o Conselho de Segurança das Nações Unidas não tem mais o direito de olhar no espelho, pela vergonha que sente, já que não condenou o que está acontecendo no Egito", declarou Erdogan. "Digo o mesmo sobre a Organização para a Cooperação Islâmica e a União Europeia", completou.

Os integrantes do Conselho de Segurança da ONU se limitaram na quinta-feira a pedir que "as partes no Egito atuem com o máximo de moderação". "Os que calam diante dos eventos no Egito aprovam o massacre em silêncio", disse Erdogan, acusando a comunidade internacional de inação.

A Turquia optou por endurecer o tom a respeito do Egito e convocou seu embaixador no Cairo após a violenta repressão dos partidários de Mursi na quarta-feira.

Veja também:

Cadeirante escala arranha-céu em Hong Kong em troca de doações para caridade
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade