0

No Egito, Kerry destaca importância de cooperação dos EUA

22 jun 2014
11h31
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
John Kerry visita o Egito para discutir formas de apoio durante período de transição política
John Kerry visita o Egito para discutir formas de apoio durante período de transição política
Foto: EFE

 secretário de Estado americano, John Kerry, destacou neste domingo, dia 22, no Cairo a importância de manter uma estreita cooperação com o Egito para a estabilidade regional e a luta contra o terrorismo.

Kerry afirmou que criar laços estratégicos entre ambos os países possui um "efeito positivo" no Oriente Médio e permite "enfrentar ameaças comuns como o terrorismo", segundo um comunicado do Ministério das Relações Exteriores do Egito.

Assim se expressou o chefe da diplomacia dos Estados Unidos em reunião com seu colega egípcio, Sameh Shukri, que pediu a Kerry respeito ao processo político no Egito e respaldo econômico.

Shukri insistiu em que as relações devem ser baseadas em "respeito mútuo e a não-intervenção nos assuntos internos", entre outros pontos. As relações entre Washington e Cairo esfriaram desde o golpe militar que depôs o presidente islamita Mohammed Mursi em julho do ano passado.

Os EUA decidiram congelar uma parte dos US$ 1,3 bilhão de ajuda militar que fornecem anualmente ao Egito, embora no final de abril tenham anunciado que relaxariam a suspensão. Os responsáveis do departamento de Estado que acompanham Kerry informaram que US$570 milhões de ajuda militar destinada ao país já foram liberados há dez dias.

Eles lembraram que o Egito deve dar "passos adicionais rumo à democracia" para que as relações bilaterais voltem a acontecer, embora reconheçam que a transição vivida neste país seja "muito difícil", segundo um comunicado oficial. Expressaram ainda a preocupação de Washington pela detenção de ativistas políticos e as recentes penas a morte contra islamitas.

Durante a visita ao Cairo, está previsto que Kerry se reúna também com o novo presidente egípcio, Abdul Fatah Khalil Al-Sisi, no primeiro encontro desde que este assumiu o cargo há duas semanas.

A escala de algumas horas no Egito, que não foi anunciada oficialmente por Washington, é a primeira da viagem que Kerry começou hoje pelo Oriente Médio e Europa.

Veja também:

Os navios gigantescos que a pandemia mandou para o desmanche
EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade