PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Israel possui tecnologias militares de ponta; saiba mais

O país também conta com três diferentes tipos de sistema antimíssil: o Domo de Ferro, o Estilingue de Davi e o Flecha Três

17 abr 2024 - 07h07
Compartilhar
Exibir comentários

O sucesso de Israel em interceptar o ataque iraniano, no final de semana, se deve a uma alta tecnologia de guerra do país do Oriente Médio. O país conseguiu destruir 99% do drones enviados pelo Irã.

Governo do Irã lançou cerca de 300 equipamentos aéreos contra Israel
Governo do Irã lançou cerca de 300 equipamentos aéreos contra Israel
Foto: Reprodução / Perfil Brasil

Israel conta com pelo menos seis tecnologias que são referências no mundo e que podem ser exploradas em uma guerra direta contra o Irã.

Uma delas são os drones 'Heron TP'. O país é hoje líder no desenvolvimento e uso de drones para reconhecimento, vigilância e ataques de precisão.

Os drones podem operar em altas altitudes por períodos prolongados. E são fundamentais para coletar inteligência em tempo real e executar ataques cirúrgicos sem risco para as forças humanas. O país do Oriente Médio também conta com um dos aparatos cibernéticos mais sofisticados do mundo.

Em resposta a um ataque, como aquele do Irã, a tecnologia pode desabilitar sistemas de defesa aérea, interromper comunicações e até mesmo se infiltrar em redes para coletar informações ou causar desordem.

Domo de Ferro de Israel

O país ainda conta com três tipos diferentes de sistema antimíssil. O chamado "Domo de Ferro" é usado para a interceptação de mísseis de curto alcance.

O chamado 'Estilingue de Davi' é aplicado para intercepções de médio alcance. E, para longo alcance, é usado o 'Flecha Três'.

Israel é perito no uso de inteligência artificial. Ela é usada para análises preditivas, ajudando na identificação de padrões de ataque ou na previsão de movimentos estratégicos inimigos.

Os algoritmos também podem ajudar na análise de imagens de satélite e dados de reconhecimento para identificar alvos potenciais com precisão.

Outro sistema usado é o 'Jamming', que são equipamentos que podem ser utilizados para interferir nas comunicações e no controle de drones ou mísseis inimigos.

Perfil Brasil
Compartilhar
Publicidade
Publicidade