PUBLICIDADE

Incêndio em prédio residencial na Espanha deixa mortos e feridos

Fogo destruiu prédio de residencial de 14 andares e afetou um anexo. Há ao menos quatro mortos e 14 feridos e mais de 10 desaparecidos.

23 fev 2024 - 06h46
(atualizado às 07h53)
Compartilhar
Exibir comentários
Velocidade de alastramento do fogo foi associada com revestimento de poliuretano da fachada
Velocidade de alastramento do fogo foi associada com revestimento de poliuretano da fachada
Foto: DW / Deutsche Welle

Pelo menos quatro pessoas morreram e 14 outras ficaram feridas após um incêndio atingir dois prédios residenciais na cidade espanhola de Valência na noite desta quinta-feira, enquanto 14 moradores ainda eram tidos como desaparecidas na manhã desta sexta-feira, 23.

Entre os feridos, estão uma criança de 7 anos e seis bombeiros. Deles, 12 foram transferidos para hospitais, de acordo com os serviços de emergência.

"Podemos confirmar que quatro pessoas morreram", disse Jorge Suárez Torres, vice-diretor de serviços de emergência da região de Valência.

As equipes de resgate tiveram que socorrer pelas varandas os moradores afetados pelo incêndio, que começou por volta das 17h30 (horário local) no quarto piso de um prédio residencial de 14 andares e se espalhou para um anexo.

O edifício, no bairro de Campanar, no oeste de Valência, possui mais de 130 apartamentos. A televisão pública espanhola TVE disse que o prédio foi "reduzido a um esqueleto" em pouco tempo.

"Chamas se espalharam muito rapidamente"

As autoridades disseram que 22 unidades de combate a incêndios e cinco ambulâncias foram enviadas ao local, enquanto a mídia local informou que um hospital de campanha também foi montado.

A prefeita de Valência, María José Catalá, transmitiu seus sentimentos às famílias das vítimas e anunciou que nesta sexta-feira o Conselho de Porta-Vozes da Prefeitura decretará vários dias de luto oficial. "Os bombeiros estão fazendo tudo o que podem", disse Catalá.

Testemunhas disseram que as chamas se espalharam "muito rapidamente" em um curto espaço de tempo e formaram "uma nuvem brutal de fumaça".

A vice-presidente do Colégio de Engenheiros Industriais de Valência, Esther Puchades, que inspecionou o edifício, atribuiu a voracidade do fogo ao revestimento de poliuretano da fachada.

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, expressou sua consternação com o incêndio devastador e ofereceu "toda a ajuda necessária". Em sua conta na rede social X, Sánchez disse que falou com autoridades locais para ter conhecimento em primeira mão da situação e oferecer ajuda.

"Gostaria de expressar minha solidariedade com todos os afetados e meu agradecimento a todos os efetivos de emergência já mobilizados no local", escreveu o governante.

md/cn (EFE, AFP, Reuters, dpa, AP)

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade