PUBLICIDADE

Guilherme Mazieiro

Senador bolsonarista pede “perdão” por ter ido ao show da Madonna

O parlamentar e ex-secretário da Pesca do governo Jair Bolsoanro (PL), Jorge Seif, disse que

7 mai 2024 - 17h42
(atualizado às 17h52)
Compartilhar
Exibir comentários
Senador Jorge Seif (PL-SC) pede perdão por ter ido a show da Madonna
Senador Jorge Seif (PL-SC) pede perdão por ter ido a show da Madonna
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O senador e ex-secretário da Pesca do governo Jair Bolsonaro (PL), Jorge Seif (PL-SC), usou a tribuna do Senado para pedir “perdão” por ter ido ao show da cantora Madonna, no último sábado, 4. A apresentação foi criticada por grupos religiosos e conservadores e parlamentares bolsonaristas. No entanto, aliados do ex-presidente como o ex-secretário de comunicação e advogado Bolsonaro, Fábio Wajngarten, e o governador do Rio, Cláudio Castro (PL-RJ), acompanharam a performance na área VIP

Madonna fez uma apresentação histórica para 1,6 milhão de pessoas nas areias de Copacabana, no Rio. O show trouxe ao público os questionamentos que há 40 anos marcam a carreira da cantora em favor de grupos LGBTQIA+ e liberdades sexuais, com críticas ao conservadorismo religioso e encenações de sexo oral e masturbação.

Senador Jorge Seif pede 'perdão' a eleitores por ter ido a show de Madonna no RJ:

“Nós, quando somos eleitos, representamos parte da nossa população. Representamos valores, bandeiras e temos posições. No último sábado eu decepcionei meu eleitorado. Fui a um show, o qual não representa alguns valores nossos, e as pessoas se sentiram decepcionadas comigo. Quando nós decepcionamos as pessoas e nos conscientizamos de que erramos, precisamos fazer algo que é ensinado na Bíblia sagrada, que é pedir perdão” disse Seif na tarde desta terça.

O senador continuou dizendo que não estava no evento “desrespeitando o povo do Rio Grande do Sul” ou de Santa Catarina, estados que enfrentam dificuldades com reflexos das chuvas.

O senador Cleitinho (PL-MG), aliado de Seif, acompanhava o discurso e disse que “perdoava” o correligionário e que o mais importante era reconhecer o erro.

Após a repercussão negativa entre seus eleitores e antes da fala na tribuna, Seif tinha enviado um áudio a um amigo, justificando que foi à apresentação a pedido da esposa, Catiane Seif. A fala foi divulgada pelo portal Metrópoles.

"O show, minha esposa me pediu. A artista que ela acompanha desde a juventude, gosta, a mulher está se aposentando, 40 anos de carreira. Está encerrando a carreira dela. Minha esposa, que está passando por essa fase terrível comigo, terrível, me falou: 'Meu marido, eu gostaria de ver o encerramento da carreira artística da Madonna. Você pode me levar no Rio de Janeiro? Estou te fazendo um pedido. Você pode me levar?' Quem que diria não à esposa, cara? Eu não diria não", disse o senador na gravação.

Fonte: Guilherme Mazieiro Guilherme Mazieiro é repórter e cobre política em Brasília (DF). Já trabalhou nas redações de O Estado de S. Paulo, EPTV/Globo Campinas, UOL e The Intercept Brasil. Formado em jornalismo na Puc-Campinas, com especialização em Gestão Pública e Governo na Unicamp. As opiniões do colunista não representam a visão do Terra. 
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade