PUBLICIDADE

Faustão passa por transplante de rim; entenda o quadro de saúde do apresentador

Ele foi levado ao Hospital Israelita Albert Einstein às pressas após enfrentar problemas renais

27 fev 2024 - 14h48
(atualizado às 17h07)
Compartilhar
Exibir comentários

Fausto Silva, conhecido popularmente como Faustão, foi hospitalizado no último final de semana e passou, na última segunda-feira (26), por um transplante de rim. O boletim médico oficial, divulgado nesta terça-feira (27), afirmou que o procedimento ocorreu "sem intercorrências".

De acordo com informação passada à Folha de São Paulo pelo amigo do apresentador, ele estaria fazendo hemodiálise - tratamento que retira líquidos do sistema, trabalho que o rim doente não pode fazer - desde dezembro. O problema renal pode ser consequência da insuficiência cardíaca que acometeu o apresentador o ano passado.

Em agosto de 2023, o comunicador passou por um transplante de coração após 21 dias de internação. Depois do procedimento, ele passou por sessões de fisioterapia, além de acompanhamento médico constante para monitorar a possibilidade de rejeição do órgão. Na época, ele ganhou prioridade na lista de espera do transplante do Sistema Único de Saúde (SUS) pela gravidade de seu caso.

Rim é o órgão que tem maior lista de espera; Faustão aguardou 2 meses Rim é o órgão que tem maior lista de espera; Faustão aguardou 2 meses

Confira o comunicado na íntegra:

São Paulo, 27 de fevereiro de 2024 - O paciente Fausto Silva deu entrada no Hospital Israelita Albert Einstein no dia 25 de fevereiro para preparação para um transplante de rim, em função do agravamento de uma doença renal crônica, após o Einstein ter sido acionado pela Central de Transplantes do Estado de São Paulo e realizado a avaliação sobre a compatibilidade do órgão doado.

A cirurgia aconteceu, sem intercorrências, na manhã de ontem (26). O paciente seguirá em observação para acompanhamento da adaptação do órgão e controle clínico. Dr. Marcelino Durão, nefrologista e coordenador médico de transplante renal do Hospital Israelita Albert Einstein

Dr. Sérgio Ximenes, urologista e membro da equipe de transplante renal do Hospital Israelita Albert Einstein

Dr. Fernando Bacal, cardiologista do Hospital Israelita Albert Einstein

Dr. Miguel Cendoroglo Neto, diretor médico de serviços hospitalares e prática médica do Hospital Israelita Albert Einstein

Faustão passa por transplante de rim após agravamento de doença renal crônica:

Novo transplante traz riscos para Faustão

O médico nefrologista Henrique Carrascossi, da Santa Casa de Araraquara, disse em entrevista à IstoÉ Gente que por ser um segundo transplante, os riscos são maiores.

"Os riscos de um novo transplante são maiores, pois neste caso ele já esta imunossuprimido pelo transplante cardíaco e isso aumenta a chance de complicações cirúrgicas e de infecções no pós operatório", afirmou o médico.

*texto sob supervisão de Tomaz Belluomini

Perfil Brasil
Compartilhar
Publicidade
Publicidade