PUBLICIDADE

Em coma há 6 anos, acionista da Pernambucanas é centro de disputa bilionária

Anita Harley, maior acionista da rede Pernambucanas, tem fortuna estimada em R$ 2 bilhões

4 jul 2022 - 12h28
Ver comentários
Publicidade

A empresária de Anita Harley, de 74 anos, a maior acionista da rede varejista Pernambucanas, é o centro de uma disputa judicial. Em coma há seis anos, Anita não tem filho biológicos. Amigos e parentes brigam na justiça pelo direito de cuidar da empresária, assim como da herança. Uma decisão recente reconheceu um homem, Arthur Micelli, de 27 anos, como filho socioafetivo dela, tornando-se o herdeiro universal da empresária; amigos e parentes  afirmam que se trata de um golpe.  

O embate principal desta disputa, segundo reportagem exibida pelo 'Fantástico', da TV Globo, no domingo (3), é entre Cristine Rodrigues, assessora da presidência da empresa, que foi responsável pela saúde de Anita por anos, e Sônia Aparecida Soares. Sônia foi uma funcionária de Anita, que morou com ela por 20 anos e passou a afirmar ser esposa dela, e também Arthur Miceli, filho biológico de Sônia.

A empresária de Anita Harley, de 74 anos, a maior acionista da rede varejista Pernambucanas, é o centro de uma disputa judicial.
A empresária de Anita Harley, de 74 anos, a maior acionista da rede varejista Pernambucanas, é o centro de uma disputa judicial.
Foto: Reprodução/Globoplay

Em 1999, Anitta deixou uma procuração que deixava Cristine como responsável por decisões sobre sua saúde e seu patrimônio, caso ela esteja incapacitada ou doente. Quando Anita sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral), em 2016, ela entrou em coma e precisou de curadores. Cristine e Toshio Kawakami, contador de longa data, conseguem a interdição judicial da empresária. A ex-secretaria ficou responsável pelos cuidados de saúde enquanto o contator pelo patrimônia. 

Sônia entrou na justiça alegando ser esposa de Anita e pediu o reconhecimento do vínculo socioafeito de seu filho biológico, Arthur, que teria sido criado junto a Anitta.  Seis ex-funcionários confirmaram a existência da maternidade socioafetiva. No processo, foram usadas imagens para comprovar a vida em família. 

De acordo com a reportagem, uma das fotos poderia ser uma montagem. A cineasta Tizuka Yamazaki, amiga pessoal de Anita, afirmou que a criança na foto era, na verdade, o seu filho. "Imagina se eu vou me enganar com uma foto do meu filho. A Anita nunca me falou que tinha um filho e muito menos que o filho da Susuki [apelido de Sônia] era filho dela. Quando ela [Sônia] coloca meu filho na fotografia, eu acho que ela tem más intenções", disse. 

Cristine, amigos e parentes afirmam que os seis funcionários, além de Sônia mentiram. Arthur Micelli é fruto do relacionamento de Sônia com Vicente, com quem foi casada após conhecer a empresária. 

Em abril deste ano, Cristine Rodrigues abriu um processo de reconhecimento de união estável com Anita para tentar reverter a situação. O caso segue em análise.

 

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade