2 eventos ao vivo

Skaf pede votos em palanque, mas nega se tratar de comício

4 out 2014
10h17
  • separator
  • comentários

Nesta sexta-feira, o candidato do PMDB ao governo do Estado, Paulo Skaf, subiu em um palanque montado no pátio de uma igreja de Embu-Guaçu, na Grande São Paulo, discursou e pediu votos. O político, no entanto, negou que tenha sido um comício - prática que é proibida pela legislação eleitoral nas 48 horas que antecedem as eleições. As informações são do Estado de S. Paulo. 

<p>Paulo Skaf, candidato do PMDB ao governo de São Paulo</p>
Paulo Skaf, candidato do PMDB ao governo de São Paulo
Foto: Alan Morici / Terra

"Não era uma praça pública, era um estacionamento, e aquele palanque já estava lá, não foi feito para o evento. Todos que estavam lá eram militantes", disse ao jornal. 

De acordo com a publicação, o espaço estava sendo usado para uma festa da paróquia com portões abertos. Na rua, meninas distribuíam santinhos próximas a carros de som. Quando o candidato chegou, houve queima de fogos. 

Durante o discurso, Skaf dividiu o palanque com o prefeito peemedebista Clodoaldo Leite da Silva e com candidatos a deputado estadual e federal, entre eles Jorge Caruso, candidato a um novo mandato.

A assessoria de imprensa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) afirmou que o órgão investigará o caso de houver denúncia. 

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade