PUBLICIDADE

Genial/Quaest: Lula vai a 46% e abre 13 pontos de Bolsonaro

Presidente oscilou para baixo e ficou com 33%; escolha do candidato é definitiva para 79% dos eleitores

28 set 2022 - 00h16
(atualizado às 07h31)
Compartilhar
Exibir comentários
Lula, Bolsonaro, Ciro, Simone, Soraya e D'Ávila.
Lula, Bolsonaro, Ciro, Simone, Soraya e D'Ávila.
Foto: Ricardo Stuckert, Alan Santos/PR, Repr./Facebook e Jefferson Rudy/Senado / Estadão

A quatro dias do primeiro turno da eleição presidencial, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) oscilou dois pontos para cima e abriu 13 de vantagem sobre o presidente Jair Bolsonaro (PL) na disputa pelo Palácio do Planalto, mostra pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira, 28.

O petista aparece com 46% das intenções de voto, enquanto Bolsonaro oscilou um ponto para baixo em comparação com o levantamento da semana anterior e agora tem 33%.

Os dois são seguidos por Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB), que têm 6% e 5%, respectivamente. Soraya Thronicke (União Brasil) tem 1% das intenções de voto. Os demais candidatos não pontuaram. Indecisos são 5% e 4% dizem que votam branco, nulo ou não pretendem comparecer às urnas.

    O petista ganhou pontos entre as mulheres (de 45% a 47%), enquanto Bolsonaro ficou estável no segmento. Entre homens, Lula cresceu três pontos e agora é o candidato preferido de 45% deles. Já o chefe do Executivo caiu de 39% para 35%.

    A pesquisa também identificou que quase oito em cada dez brasileiros (79%) tem o voto como definitivo - 24% dos entrevistados dizem que mudaria o próprio voto para eleger o ex-presidente no primeiro turno.

    A oscilação positiva de Lula registrada pela Genial/Quaest segue o observado por outros institutos de pesquisa divulgados nesta semana. Nos últimos levantamentos do Ipec - contratado pela TV Globo - e FSB/BTG, o petista oscilou um ponto para cima em comparação com a amostra anterior.

    Na pesquisa Datafolha o ex-presidente oscilou dois pontos, dentro da margem de erro, e subiu a 47%. No levantamento da XP/Ipespe, Lula cresceu três pontos.

    A pesquisa foi realizada entre 24 e 27 de setembro e entrevistou 2 mil eleitores presencialmente. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número o BR-04371/2022. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos.

    Estadão
    Compartilhar
    Publicidade
    Publicidade