Provas do Enem estão na gráfica para impressão, diz Inep

Autarquia prestou esclarecimentos sobre exame a parlamentares; prova será nos dias 3 e 10 de novembro

3 jul 2019
00h05
atualizado às 00h29
  • separator
  • comentários

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) estão prontas e na gráfica, informou nesta terça-feira, 2, o diretor substituto do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Camilo Mussi. A mídia com as questões foi entregue na sexta-feira, 28.

Mussi prestou esclarecimentos sobre o exame a parlamentares durante audiência pública na Câmara dos Deputados. Segundo afirmou, "o cronograma está mantido e a prova está mantida". As informações são da Agência Brasil.

As provas deverão ser impressas até o dia 17 de julho e, a partir do dia 24, começarão a ser expedidas e armazenadas para, a partir de 3 de outubro, serem distribuídas. As provas do Enem serão aplicadas em dois domingos - dias 3 e 10 de novembro

Substituições no Inep e a decretação de falência da empresa detentora do contrato para a impressão do Enem causaram inseguranças. "Na semana passada, a Polícia Federal esteve na gráfica, como faz todos os anos, na quinta e na sexta", disse Mussi. Segundo ele, a PF verificou a área de diagramação e impressão e a segurança da gráfica foi confirmada.

Segurança e mudanças

Nos locais de aplicação da prova, todos os banheiros deverão ter detectores de metal, segundo Mussi. E serão eliminados os candidatos cujos celulares tocarem durante o exame - incluindo aqueles cujos aparelhos tocarem o alarme.

Mudanças no exame, para adequá-lo à reforma do ensino médio, deverão ocorrer na prova de 2021, segundo o diretor substituto do Inep. "Em 2019 e 2020, (o Enem) ainda continuará nos mesmos moldes de 2018", disse.

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade