PUBLICIDADE

Manifestação em Porto Alegre reivindica liberdade e autonomia na educação

Evento no Parque da Redenção reúne 200 pessoas em apoio à liberdade pedagógica

20 nov 2023 - 15h46
Compartilhar
Exibir comentários

Cerca de 200 indivíduos, entre mães, pais, estudantes e professores, participaram de um ato no Parque da Redenção, em Porto Alegre, no último domingo (18), promovido pelo Sindicato dos Professores do RS (Sinpro), Mães e Pais pela Democracia, Sindicato dos Municipários (Simpa), União Estadual de Estudantes (UEE), CPERS, ADUFRGS-Sindical, e outras entidades. O movimento defendeu a liberdade de ensino e autonomia pedagógica em prol de uma educação inclusiva e plural. A manifestação teve início na Rua João Pessoa e percorreu a José Bonifácio, visando ressaltar a importância desses valores para o ambiente educacional.

Foto: Divulgação / Porto Alegre 24 horas

Durante o evento, os manifestantes interagiram com o público, distribuindo panfletos que enfatizavam a relevância das liberdades democráticas no contexto educacional. O ato foi motivado pela defesa de um professor de História que foi agredido na escola Anchieta, impulsionando a manifestação em prol da diversidade de ideias, pensamento crítico e inclusão no ambiente escolar.

Aline Kerber, representante do grupo Mães e Pais pela Democracia e uma das organizadoras do ato, destacou a importância da defesa dos professores, bem como da união entre estudantes e docentes para a construção de uma educação voltada para a liberdade e emancipação. Kerber também ressaltou que a denúncia em defesa da educação democrática foi feita ao Ministério Público Federal (MPF). Houve celebração durante a passeata devido à reintegração do professor à escola, um fato que foi amplamente comemorado pelos participantes.

Porto Alegre 24 horas
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade