PUBLICIDADE

Você seria auditor-fiscal do trabalho? O que faz cargo com maior salário do 'Enem dos Concursos'

O concurso de auditor fiscal do trabalho está entre os mais esperados anunciados pelo Ministério do Trabalho e Emprego

18 jan 2024 - 17h12
(atualizado em 2/5/2024 às 05h00)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
O concurso de auditor-fiscal do trabalho faz parte do Concurso Nacional Unificado, e a remuneração inicial do cargo é de R$22,9mil segundo o edital. A função é voltada à fiscalização do cumprimento de normas trabalhistas e ao combate do trabalho análogo à escravidão, entre outras atuações.
O que faz um auditor-fiscal do trabalho?
O que faz um auditor-fiscal do trabalho?
Foto: Divulgação/Ministério do Trabalho

O concurso para auditor-fiscal do trabalho é um dos mais esperados desde que o salário deste cargo foi divulgado no Concurso Nacional Unificado, o 'Enem dos Concursos'. No certame federal inédito, foram oferecidas 900 vagas para auditor-fiscal do trabalho, vinculado ao Ministério do Trabalho e Emprego. O salário oferecido? R$ 22.921,71, o maior do concurso.

Apesar do nome extenso sugerir alguma complexidade, a carreira também chama a atenção pelo fato de não exigir uma formação específica para exercê-la. Ou seja, todo profissional com diploma ou certificado de conclusão de curso em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) poderá se candidatar à vaga. 

Para o salário de quase R$ 23 mil, é exigida carga horária de 40 horas semanais, mas os locais de trabalho ainda não foram divulgados. A informação oficial é que serão publicados junto com a nomeação dos candidatos aprovados. 

O que cai no concurso para auditor-fiscal do trabalho?

A prova para o cargo de auditor-fiscal do trabalho costuma ser dividida em objetiva e discursiva, de acordo com o edital do concurso. No caso do CNU, houve esses dois tipos de prova, abrangendo áreas como políticas públicas, Estado de Direito, ética, diversidade, administração pública e finanças públicas.

A prova objetiva do último concurso auditor-fiscal do Trabalho, por exemplo, exigiu o conhecimento nas seguintes disciplinas:

Conhecimentos básicos (100 questões):

  • Português;
  • Raciocínio Lógico;
  • Direitos Humanos;
  • Administração Geral e Pública;
  • Noções de Informática.

Conhecimentos Específicos (120 questões):

  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo;
  • Auditoria;
  • Economia do Trabalho;
  • Direito do Trabalho;
  • Seguridade Social;
  • Legislação Previdenciária;
  • Segurança e Saúde no Trabalho;
  • Legislação do Trabalho;
  • Contabilidade Geral.

No edital oficial do concurso, estão todas as informações necessárias para os candidatos. 

Quais os requisitos para ser auditor-fiscal do trabalho?

Para exercer o cargo de auditor-fiscal do trabalho, o candidato precisará ter em mãos o certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado, em qualquer graduação, desde que seja fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Também é preciso ser aprovado em todas as etapas do concurso.

É importante ter disponibilidade para jornada de 40 horas semanais de trabalho, nas unidades de lotação do Ministério do Trabalho e Emprego. O trabalhoé presencial, uma vez que a função é responsável por fiscalizar o cumprimento de normas trabalhistas, inclusive de segurança e saúde do trabalho.

O auditor também deve atuar no combate ao trabalho análogo à escravidão e ao trabalho infantil. Outras funções incluem:

  • Apreensão de documentação para a apuração de fraudes e a aplicação de infrações;
  • Embargo de obras;
  • Interdição de estabelecimentos onde haja risco à saúde e segurança dos trabalhadores. 

Como se preparar para o concurso de AFT?

Para ter um bom desempenho em um concurso, não basta apenas estudar as teorias e resolver exercícios dos livros e apostilas. É crucial também realizar simulados e resolver provas anteriores do mesmo concurso e/ou da mesma banca examinadora. Essa prática auxilia o candidato a se familiarizar com o formato das questões e a aprimorar o gerenciamento do tempo, crucial para manter a calma durante a avaliação.

A ansiedade e o estresse antes da prova também podem prejudicar o desempenho dos participantes. Por esse motivo, é importante cuidar do emocional e tentar se concentrar na prova.

  • Vale seguir algumas dicas, como:
  • Garantir uma boa noite de sono antes do dia da prova;
  • Usar roupas confortáveis para a prova;
  • Se alimentar de forma saudável;
  • Evitar sobrecarregar a mente estudando intensamente nas vésperas da prova.

Concurso Nacional Unificado: conheça os órgãos com mais vagas oferecidas Concurso Nacional Unificado: conheça os órgãos com mais vagas oferecidas

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade