1 evento ao vivo

O que é Cyber Security? 5 passos para construir uma estratégia de segurança cibernética

Mecanismos de proteção de informações podem proteger empresas e garantir mais segurança aos clientes

11 mai 2018
09h56
  • separator
  • 0
  • comentários

Em tempos de armazenamento digital e de hospedagem de informações em nuvem, sistemas de proteção a dados e a arquivos são essencialmente importantes para a manutenção da segurança de empresas. A denominada cyber security é uma necessidade primordial para driblar a possibilidade de exposição de dados e reduzir ao máximo a vulnerabilidade dos sistemas.

A estrutura da cyber security baseia-se tanto na vigilância dos dados e sistemas de uma determinada empresa quanto na implementação ou criação de ferramentas para evitar que, uma vez exposta a rede ou sistemas, dados não sejam comprometidos. Criar métodos de segurança e barreiras que impeçam ou notifiquem a empresa em caso de tentativas de invasão é a primeira etapa da um bom sistema, sendo que criptografia dos dados e mecanismos de defesa mais avançados compõe a fase seguinte, segundo Dario Caraponale, sócio da Strong Security Brasil (www.strongsecurity.com.br), empresa especializada em produtos e serviços na área de segurança da informação.

É a partir dessa premissa que partem as estratégias de criação de sistemas de segurança para ambientes corporativos, cujas táticas variam conforme a natureza das atividades desenvolvidas e dos dados armazenados. Alguns fatores, no entanto, devem ser sempre considerados na hora de traçar essa estratégia e gerar um plano de ação eficiente.

Análise de dados

Foto: DINO

É preciso considerar que os dados que necessitam de proteção podem ter origem tanto nos arquivos da própria empresa quanto nos registros fornecidos por clientes. Por isso, vale a pena elencar todos os dados gerados internamente - balanços financeiros, históricos de compras e banco de fornecedores são exemplos.

O segundo segmento de dados é daqueles fornecidos pelos clientes, como telefone, e-mail, documentação e dados de pagamento. Quando eles são inseridos no ambiente digital da empresa, como em e-commerces, é preciso ainda considerar os mecanismos de segurança que o computador da pessoa possui e o fato de que todos os arquivos dela podem estar vulneráveis no momento do acesso. Por isso, é essencial que o seu site ou sistema seja um ambiente seguro e que garanta a integridade deles mesmo quando o usuário não o fizer.

Avaliação do sistema utilizado

Os sistemas utilizados dentro da empresa e pelos seus clientes nem sempre são os mais seguros do mercado, mesmo que tenham excelência em manuseio e em funcionalidades. Contudo, não existe uma métrica definitiva para estabelecer quais sistemas são mais seguros, já que isso depende muito dos usuários. "Um software pode ser seguro para uma empresa e não necessariamente oferecer o que for preciso para outra. É por isso que avaliação precisa ser feita cuidadosamente e de forma personalizada, analisando as condições de cada local e necessidades", explica Caraponale.

Identificação de pontos fracos

Uma vez analisado o sistema, é preciso identificar claramente quais são os pontos fracos e que podem ser possíveis brechas vulneráveis. Falhas operacionais, bem como equívocos na utilização do sistema, precisam ser mapeados com detalhes para que seja possível prever eventuais ameaças e solucioná-las. Ao mesmo tempo, os pontos fortes podem ser destacados e fortalecidos no sistema, desde que sejam importantes para a manutenção da segurança de forma efetiva ou que possam servir como pontos de apoio para outras necessidades. "A contratação de um teste de invasão pode ser muito útil nesta fase do projeto", explica Caraponale.

Criação e implantação de sistemas de segurança

Tendo em mãos um panorama detalhado dos elementos informacionais da empresa, é chegada a hora de ver quais são as soluções de cyber security que se aplicam no contexto dessa organização. Se um dos elementos vulneráveis for o acesso de usuários, por exemplo, a implantação de chaves de segurança e métricas de criação e recuperação de senhas pode ser o melhor caminho a seguir, enquanto uma criptografia mais avançada e dinâmica poderia ser o caminho mais indicado para bancos de dados internos. "Importante que nesta fase do projeto, sejam escolhidos e implementados sistema de avaliação de vulnerabilidades e monitoramento 24 horas ou até mesmo a contratação de serviços gerenciados de monitoramento. Hackers e fraudadores não escolhem hora para trabalhar e novas vulnerabilidades são descobertas diariamente" complementa Dario Caraponale.

Capacitação

Paralelamente a todos esses processos, é necessário um processo intenso de capacitação das pessoas que operacionalizam esses sistemas e soluções. Muitas das falhas de segurança acontecem em oportunidades causadas por erros humanos, o que pode ser minimizado com programas de capacitação e de conscientização para a utilização de sistemas de segurança, gestão de dados e até mesmo acessos eventuais a cadastros e outros dados.

Saiba mais

A Strong Security Brasil é uma empresa do setor de cyber security especializada em oferecer soluções, implementações, suporte, consultoria, serviços gerenciados (MSS) e revenda de produtos de grandes fabricantes para clientes de todos os portes. Para mais informações, acesse o site www.strongsecurity.com.br.



Website: http://www.strongsecurity.com.br

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade