0

Julho é mês de revisão e de recuperar oportunidades perdidas

10 jul 2018
16h13
  • separator
  • comentários

Estamos em julho. Um rápido olhar para trás vai nos mostrar o que fizemos ou deixamos de fazer na primeira metade deste ano. Estejamos ou não em férias, em casa, na escola ou no trabalho, é um bom momento para fazer um balanço sobre planos ou promessas feitas para 2018. Ainda dá tempo de pisar no acelerador e recuperar oportunidades perdidas, seja por acomodação ou por causas alheias à nossa vontade. Não podemos nos deixar levar pela onda de pessimismo que sacode o nosso Brasil, onde se multiplicam crises e sobressaltos. Procure sempre informações confiáveis sobre o país. Não se deixe levar por boatos. Escolha bons livros para ler, aqueles que o levam a mudar de vida. E não apenas leia, mas procure praticar o que leu.

Temos que seguir adiante e lutar se quisermos alcançar nossos objetivos. Nós somos frágeis e inconstantes. Mas, mesmo sendo como vasos de barro, carregamos imensos tesouros, dons, aptidões e uma alma que nos conecta ao mundo celestial. O autor e líder espiritual japonês Ryuho Okawa afirma em um dos seus livros - As Leis da Invencibilidade - que uma das regras do sucesso é "agarrar as oportunidades imediatamente", ou seja, nunca devemos desperdiçar uma circunstância favorável pelo fato de estarmos atônitos ou desanimados com os rumos de nosso país, de nossa família, ou de situações pessoais.

"Não há como saber quando uma ocasião favorável irá aparecer, mas as pessoas bem-sucedidas em todas as esferas da vida agarram-nas assim que surgem. Às vezes, as circunstâncias oportunas ficam um longo tempo sem aparecer. Mas quando uma finalmente surge - e pode vir de uma boa leitura -, com certeza traz muito mais coisas com ela. O segredo é não ficar indeciso quando sua chance de sucesso por fim aparece. Não deixe que ela escape de suas mãos", diz Okawa.

Sempre ouvi dizer - e aprendi na prática - que é em momentos de crise que aprendemos a nos tornar mais fortes e mais preparados para a vitória. Há muitas empresas e executivos que veem nas crises um bom momento para mudar estratégias de crescimento, cortando custos e buscando mais eficiência e produtividade. O mesmo vale para nossa vida pessoal quando só enxergamos nuvens negras no horizonte. "Para conquistar coisas novas, temos de abrir mão da parte velha de nossa vida", diz Okawa.

Diante das dificuldades, quando nada parece dar certo, é comum as pessoas perderem o espírito de luta e se colocarem na cômoda posição de espectadores, dizendo: "Não tem jeito mesmo. Vamos esperar o que acontece". E assim o tempo passa e nada constroem. Mas cada um de nós carrega dentro de si uma semente de eternidade. Em épocas e de desânimo, temos de nos agarrar à nossa vocação divina - estimular em nós a convicção de que temos uma missão a cumprir neste mundo, com a consciência de que caminhamos para o mundo celestial.

A fé deve nos dar munição para manter o espírito de luta, substituindo medos e desânimos por entusiasmo. "Você deve se certificar de que seu talento não ficará escondido. Precisa se aprimorar. O que torna isso possível é o entusiasmo. Um trabalho requer força física e inteligência, mas, acima de tudo, requer entusiasmo", ensina Ryuho Okawa em Trabalho e Amor (2016). Portanto, se lhe faltar fé, agarre-se a um sonho sempre sonhado. Sua vida, sua juventude, sua família são mais importantes do que tudo.


* Milton Nonaka, é consultor de novos negócios da editora IRH Press do Brasil, que publica em português as obras de Ryuho Okawa. Um dos autores mais prestigiados no Japão, Okawa tem mais de 2.300 livros publicados, ultrapassando 100 milhões de cópias vendidas, em 30 idiomas. (www.okawalivros.com.br)



Website: http://okawalivros.com.br
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade