PUBLICIDADE

UE pede que EUA liberem entrada de vacinados com AstraZeneca

Imunizante ainda não foi aprovado pela agência reguladora de medicamentos norte-americana.

21 set 2021 11h38
| atualizado às 12h01
ver comentários
Publicidade

A Comissão Europeia disse nesta terça-feira que faria sentido os Estados Unidos permitirem viagens de pessoas inoculadas com a vacina contra covid-19 da AstraZeneca, ainda não aprovada pela agência reguladora de medicamentos norte-americana.

17/02/2021
REUTERS/Stephane Mahe
17/02/2021 REUTERS/Stephane Mahe
Foto: Reuters

Na segunda-feira, a Casa Branca disse que, a partir de novembro, suspenderá as restrições que proíbem que cidadãos da União Europeia, incluindo os totalmente vacinados, viajem aos EUA. Não ficou claro quais vacinas seriam aceitáveis para as autoridades norte-americanas.

"Acreditamos que a vacina da AstraZeneca é segura", disse Eric Mamer, porta-voz da Comissão Europeia, em uma coletiva de imprensa.

"Do nossos ponto de vista, obviamente faria sentido as pessoas que foram vacinadas com a AstraZeneca poderem viajar", acrescentou ele, mas observando que a decisão cabe às autoridades dos EUA.

Até agora, a Agência de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) só autoriza o uso das vacinas contra covid-19 produzidas pela Pfizer/BioNTech, Moderna e Johnson & Johnson, mas ainda está analisando a vacina da AstraZeneca.

Esta foi aprovada para uso nos 27 países da UE, onde cerca de 70 milhões de doses já foram administradas cumulativamente, de acordo com dados públicos.

O bloco tem sua própria lista de autorizações de viagens, da qual os EUA foram retirados recentemente devido a uma disparada de casos no país.

A maioria dos países da UE não aceita cidadãos inoculados com vacinas que o bloco não autoriza.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade