PUBLICIDADE

Rio libera shoppings abertos por 24h para evitar aglomeração

Estado e prefeitura anunciaram aperto na fiscalização para evitar aglomerações e concentrações de pessoas

4 dez 2020 13h42
| atualizado às 13h51
ver comentários
Publicidade

Os shoppings centers do Estado do Rio de Janeiro poderão abrir por 24 horas para tentar evitar aglomerações em tempos de festas de fim de ano, anunciaram nesta sexta-feira o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) e o governador interino Cláudio Castro (PSC).

Pessoas caminham em rua de comércio popular no Rio de Janeiro
11/08/2020
REUTERS/Ricardo Moraes
Pessoas caminham em rua de comércio popular no Rio de Janeiro 11/08/2020 REUTERS/Ricardo Moraes
Foto: Reuters

O acerto aconteceu após encontros entre eles nos últimos dias.

"As pessoas não precisam ter pressa e se aglomerar para fazer as compras", disse Crivella.

Segundo Castro, "isso vale 'ad eternum' enquanto for necessário.

"Vale para depois de dezembro também", disse o governador interino a jornalistas.

A decisão ocorre em meio a um aumento de casos e saturação de leitos de UTI.

Estado e prefeitura anunciaram aperto na fiscalização para evitar aglomerações e concentrações de pessoas e a abertura de quase 400 leitos de UTI para os próximos dias.

As autoridades fizeram ainda um apelo para que a população use máscara e álcool em gel e que o setor produtivo ajude na fiscalização de regras de ouro.

"Faço um apelo à população e à cadeia produtiva: a pandemia não foi embora e é um ano extremamente difícil e com erros do poder público no mundo inteiro", acrescentou Castro.

As autoridades não querem voltar atrás nas regras de isolamento mesmo com aumento de casos, taxa de mortalidade recorde e UTIs públicas e privadas lotadas.

Mas especialistas pedem novas restrições.

"Tem que se tomar medidas mais rígidas porque o momento é delicado ", disse o infectologista Roberto Medronho, da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio e Janeiro (UFRJ).

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade