0

Papa institui fundo para ajudar vítimas de pandemia

Dinheiro será destinado às áreas que abrigam missões da Igreja

6 abr 2020
09h49
atualizado às 09h59
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O papa Francisco instituiu nesta segunda-feira, 6, um fundo de emergência para ajudar as áreas de missão atingidas pela pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) e fez uma doação inicial de US$ 750 mil, o equivalente a R$ 4 milhões, pela cotação atual.

Papa abrindo celebrações da Semana Santa em Basílica de São Pedro vazia.
Papa abrindo celebrações da Semana Santa em Basílica de São Pedro vazia.
Foto: Reuters

O fundo será administrado pelas Obras Missionárias Pontifícias e ajudará pessoas e comunidades das áreas mais desfavorecidas do mundo. "Em seu papel de evangelização, a Igreja sempre está na primeira linha contra as principais ameaças à dignidade humana", disse o prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, cardeal Luis Antonio Tagle.

Segundo o presidente das Obras Missionárias Pontifícias, arcebispo Giampietro Dal Toso, o fundo tem o objetivo de "apoiar a presença da Igreja" nos territórios de missão que sofrem com a pandemia.

As Obras Missionárias Pontifícias são o canal oficial de apoio do Papa a mais de 1,1 mil dioceses, sobretudo na Ásia, na África, na Oceania e em parte da Amazônia. "Peço às nossas Obras Missionárias Pontifícias, presentes em cada diocese de todo o mundo, de fazer o possível para apoiar essa importante iniciativa do Santo Padre", acrescentou o arcebispo Dal Toso.

Desde o início da pandemia, Francisco já fez diversas doações para ajudar doentes, incluindo 100 mil euros para a Cáritas, 60 mil euros para um hospital de Bergamo, um dos maiores focos de contágio na Itália, e 30 respiradores para estruturas sanitárias no país europeu.

O novo coronavírus já contaminou cerca de 1,3 milhão de pessoas no mundo e deixou mais de 70 mil mortos.

Veja também:

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade