0

Ritmo de mortes por covid-19 na Espanha se mantém em queda

País registrou 637 óbitos e dá esperança que o pico do contágio possa ter passado

6 abr 2020
08h56
atualizado às 09h09
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O número de mortes pelo novo coronavírus na Espanha diminuiu pelo quarto dia no domingo, quando o governo vislumbrou uma redução gradual da quarentena, em vigor desde meados de março.

Profissionais de saúde de hospital em Madri reagem a aplausos de vizinhos
05/04/2020 REUTERS/Sergio Perez
Profissionais de saúde de hospital em Madri reagem a aplausos de vizinhos 05/04/2020 REUTERS/Sergio Perez
Foto: Reuters

Assim como na Itália, os dados espanhóis dão esperança de que o pico do contágio possa ter passado. Nesta segunda-feira, o país ibérico registrou 637 mortes nas 24 horas anteriores, um aumento de 5% no total e cerca de metade do ritmo da semana anterior.

"Estamos observando que a taxa de crescimento da pandemia está diminuindo em quase todas as regiões", disse a diretora adjunta do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências Sanitárias do Ministério da Saúde, Maria José Sierra, a repórteres em uma entrevista coletiva virtual.

A ministra das Relações Exteriores, Arancha González, afirmou que é crucial continuar ampliando os testes para permitir a suspensão das restrições.

"Estamos nos preparando para uma redução de escala, para a qual é importante saber quem está contaminado para poder gradualmente suspender o confinamento dos cidadãos espanhóis", declarou à emissora Antena 3.

Enquanto até agora apenas os infectados ou suspeitos de ter o Covid-19 foram testados, as novas verificações vão se concentrar na população em geral para tentar encontrar portadores que podem não estar apresentando sintomas, disse González.

As empresas espanholas estão fabricando 240 mil kits de teste por semana e aumentando a capacidade, afirmou a ministra, enquanto equipamentos também são comprados do exterior.

A Espanha está em quarentena desde 14 de março, com ruas e famosos locais turísticos assustadoramente silenciosos, medida que, segundo o premiê Pedro Sánchez, permaneceria em vigor até 26 de abril.

Os dados desta segunda-feira mostraram que o total de casos na Espanha subiu para 135.032, o mais alto da Europa e o segundo no mundo depois dos Estados Unidos.

No entanto, em outro sinal positivo, os postos de controle foram suspensos nesta segunda-feira em Igualada e em outras três cidades na região da Catalunha, onde houve mais de 100 mortes, informou o Ministério da Saúde.

Veja também:

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade